fbpx

Maioria das cidades da microrregião de Barbacena apresenta elevação no ritmo do contágio da doença

A informação é do boletim semanal do Núcleo de Ensino Pesquisa e Extensão em Economia da UFSJ. Veja a situação das cidades.

A maioria das cidades da microrregião de Barbacena apresentou elevação no ritmo de contágio da COVID-19. A situação ocorre em Alto Rio Doce, Carandaí, Santa Rita de Ibitipoca e Senhora dos Remédios. A informação é do boletim semanal do Núcleo de Ensino Pesquisa e Extensão em Economia da UFSJ. O informativo trouxe ainda que Antônio Carlos e Barbacena apresentam tendência de estabilidade no ritmo contágio.

Os dados do informativo são colhidos e analisados pelos professores Douglas Marcos Ferreira e Gustavo Carvalho Moreira e divulgados semanalmente. Confira abaixo detalhes e análise das cidades da microrregião.

Municípios 01/09 08/09 15/09 22/09
Alfredo Vasconcelos 0.57 0.57 0.29  0.43
Alto Rio Doce 2.14 0.29 0.29 0.86
Antônio Carlos 1.71 0.29 2.43 0.29
Barbacena 11.86 12.86 11.71 13.0
Capela Nova 0.43 1.14 0.71 0.29
Carandaí 1.86 0.71 1.43 3.00
Cipotânea 0.00 0.00 0.29 0.14
Desterro do Melo 0.00 0.00 0.43 0.57
Ibertioga 0.14 0.00 0.00 0.57
Paiva 0.00 0.00 0.00 0.00
Ressaquinha 0.29 0.71 0.00 0.00
Santa Bárbara do Tugúrio 0.43 0.43 0.00 0.00
Santa Rita de Ibitipoca 0.43 0.43 0.14 0.86
Santana do Garambéu 0.00 0.00 0.29 0.14
Senhora dos Remédios 2.00 0.14 1.00 2.43

Fonte: Informativo NEPE - UFSJ. A média móvel é um indicador de como a pandemia se propaga, e consiste na média de novos casos dos últimos 7 dias. A comparação da média móvel atual com a de 14 dias atrás fornece a tendência de contágio em determinado município: > 15% aceleração no ritmo de contágio, entre - 15% e 15% estabilização no ritmo de contágio, < - 15% redução no ritmo de contágio.


Imprimir  

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail:

 

 







 

entre em contato pelo whatsapp