21
21/09/2019

Publicidade

Criança de Mercês com suspeita de sarampo está internada em Barbacena

Prefeitura Municipal de Barbacena confirma caso em investigação. G1 entrou em contato com Prefeitura Municipal de Mercês, Estado e com o hospital.

SarampoUma criança de idade e sexo não divulgada, natural do município de Mercês, está internada em isolamento na Santa Casa de Barbacena com suspeita de sarampo. O caso em investigação foi confirmado ao G1 pelo Coordenador de Vigilância de Saúde da Secretaria de Saúde de Barbacena, Mauricio Becho Campos Júnior.

Em nota enviada ao G1, a Santa Casa de Misericórdia de Barbacena informou que o Pronto Atendimento já retornou com fluxo normal na manhã desta segunda-feira (9). "Depois da tomada de todas as medicas de precauções de bloqueio tanto no espaço físico, onde foi acolhida a crianças com suposto caso de sarampo; e ainda com todos os funcionários que tiveram contato direto com a criança. O quadro clínico da criança se encontra bem e vem sendo acompanhada pelo corpo clínico".

O hospital também destacou a importância dos pais ficarem atentos à vacinação dos filhos para evitarem a proliferação da doença. A reportagem entrou em contato com a Prefeitura Municipal de Mercês e a Secretaria do Estado de Saúde e aguarda retorno. Segundo Mauricio Becho Campos Júnior, a criança foi admitida no hospital e transferida de Mercês. O caso está em investigação. Houve coleta de material que foi encaminhado para exames na Fundação Ezequiel Dias (FUNED), em Belo Horizonte.

Ele explica que por ser uma doença de notificação compulsória, o hospital imediatamente notificou à Prefeitura e à Superintendência Regional de Saúde (SRS), do Estado, que entrou em contato com a Secretaria em Mercês para orientar sobre as medidas a serem tomadas. "Aqui em Barbacena, foram realizadas todas as medidas que competiam à Vigilância Epidemiológica, como bloqueio vacinal de quem estava com a criança e isolamento do paciente. O período de transmissão do sarampo ocorre de quatro dias antes e quatro dias depois das exantemas (as manchas na pele) sumirem. Como ainda está neste período, a decisão de isolá-la é preventiva", explicou.

O Coordenador de Vigilância de Saúde da Secretaria de Saúde de Barbacena também falou sobre outros procedimentos de investigação do caso em andamento. "A criança, nem a família e nem as visitas que eles receberam nos últimos 10 dias estiveram em alguma cidade ou área com registros de risco de doença. Além disso, o menor já tem uma vacina no histórico de sarampo. Portanto, pode não ser sarampo, mas pelas semelhanças de sintomas, o protocolo deve ser cumprido para ter certeza de diagnóstico", disse Mauricio Becho Campos Júnior.

Segundo ele, diante do registro de casos no Brasil, a prevenção é a melhor saída e orienta os moradores que procurem uma unidade básica de saúde com o cartão vacinal. A partir daí, será conferido se a pessoa está imunizada e, se não tiver, possivelmente receberá uma dose. "O sarampo é uma doença infectocontagiosa de propagação rápida, mas quem tomar as doses corretas de vacina está livre dela", ressaltou.

Sarampo 13 07 2018


REDAÇÃO DO BARBACENAMAIS - Whatsapp (32)9 8862-1874 - Email: [email protected]







O Portal de Noticias BarbacenaMais não se responsabiliza pela opinião dos leitores expressas aqui através de seus perfis no Facebook.