21
21/09/2019

Publicidade

Filho de Andradinha, Boni Andrada pode ser o escolhido pelo presidente para assumir a PGR

Integrantes das forças-tarefas, porém, defendem respeito à lista tríplice. Saiba mais...

Jose Bonifacio Borges De Andrada4Em meio à imprevisibilidade na escolha do novo procurador-geral da República, o nome do subprocurador José Bonifácio Borges de Andrada foi bem recebido nos bastidores por integrantes e ex-integrantes das forças-tarefas da Operação Lava Jato.

A avaliação dos investigadores da operação é que o cenário ideal seria que o presidente Jair Messias Bolsonaro (PSL) respeitasse a lista tríplice da categoria, para garantir independência e transparência na escolha. Entretanto, como Jair Messias Bolsonaro tem sinalizado que não precisa seguir a lista, o nome de José Bonifácio Borges de Andrada é considerado positivo para as investigações, pelo fato dele ter sido vice do ex-procurador-geral Rodrigo Janot Monteiro de Barros no auge da Lava Jato. Segundo os investigadores, José Bonifácio Borges de Andrada conduziu com firmeza os casos criminais.

As forças-tarefas tem divulgado notas públicas de apoio à lista tríplice e, por isso, não se manifestarão em favor de José Bonifácio Borges de Andrada. O apoio ao nome dele é apenas informal, nos bastidores do Ministério Público Federal (MPF). Se a decisão do presidente for rasgar a lista tríplice, José Bonifácio Borges de Andrada é um bom nome para ser indicado, comentou um procurador, sob condição de anonimato. O nome de José Bonifácio Borges de Andrada ganhou força nos últimos dias, ao mesmo tempo em que o favorito, até então, o subprocurador Antônio Augusto Brandão de Aras, sofreu forte desgaste no Planalto após ser atacado por deputadas do PSL. José Bonifácio Borges de Andrada foi recebido por Jair Messias Bolsonaro na última terça-feira.

Ligado aos tucanos

Pesa contra a indicação de José Bonifácio Borges de Andrada, porém, sua ligação histórica com o PSDB, o subprocurador já atuou como advogado-geral da União na gestão Fernando Henrique Cardoso e também como advogado-geral de Aécio Neves da Cunha no governo de Minas Gerais. Outro ponto de desgaste, este perante ao próprio Ministério Público Federal, está o fato de que José Bonifácio Borges de Andrada concorreu à lista tríplice e assinou um documento se comprometendo a respeitar o resultado e só aceitar uma indicação dos nomes que constam na relação. José Bonifácio Borges de Andrada foi o sétimo colocado na disputa interna, com 154 votos. O primeiro colocado da lista tríplice foi o subprocurador Mario Bonsaglia, com 478 votos. O candidato também foi recebido por Jair Messias Bolsonaro na última terça-feira. Com a queda de Antônio Augusto Brandão de Aras, os nomes de José Bonifácio Borges de Andrada e de Mario Bonsaglia foram considerados bem avaliados dentro do Palácio do Planalto. A decisão, porém, segue incerta.


Via O Globo.


REDAÇÃO DO BARBACENAMAIS - Whatsapp (32)9 8862-1874 - Email: [email protected]







O Portal de Noticias BarbacenaMais não se responsabiliza pela opinião dos leitores expressas aqui através de seus perfis no Facebook.