fbpx

Barbacena ultrapassa 40 mil pessoas vacinadas com primeira dose contra a Covid-19

O secretário de saúde de Barbacena, Arinos Brasil, afirmou que é uma marca significativa, mas falta ainda muitas pessoas para serem vacinadas

De acordo com dados atualizados ontem (14/06), Barbacena atingiu a marca de 42.405 pessoas vacinadas no município. O processo de vacinação iniciou na cidade no dia 20 de janeiro deste ano. Diversas estratégias foram criadas ao longo dos últimos meses para que a vacina chegasse ao braço dos barbacenenses o mais rápido possível, garantindo a aplicação das medidas de segurança.

Em Barbacena são aplicadas as vacinas produzidas pelos laboratórios Astrazeneca/Fio Cruz, Sinovac/Butantã e Pfizer. A Diretora de Vigilância e Ações de Saúde da SESAP, Aniellen Vieira Santos, destacou que a Secretaria de Saúde continua trabalhando incansavelmente para acelerar a vacinação atendendo ao Programa Nacional de Imunização. “São um pouco mais de 134 mil munícipes a serem imunizados e atingimos essa semana mais de 42 mil primeiras doses aplicadas. Esse número renova a nossa fé e a esperança para vencer a guerra contra a covid-19”, afirmou.

A Chefe de Vigilância em Saúde, Andressa Guedes lembrou que Barbacena alcançou mais de 30% de toda a população imunizada. “Isso é uma marca bastante importante, apesar de nós termos ciência de que ainda é um número muito pequeno para que a gente realmente tenha contemplado uma população imunizada de forma segura. Mas o caminho dos grupos prioritários para a vacinação já foi contemplado em mais de 80% e a gente já segue a imunização agora por faixa-etária”, explicou.

O secretário de saúde de Barbacena, Arinos Brasil, afirmou que é uma marca significativa, mas falta ainda muitas pessoas para serem vacinadas. “Para cair o número de contaminação é importante a gente atingir 60% a 70% [da população vacinada] para este nível cair bastante, para que possamos ter tranquilidade e sossego com essa pandemia que está atingindo todo o mundo”, destacou.

Arinos Brasil também destacou que segue rigorosamente o que preconiza o Ministério da Saúde respeitando os públicos determinados pelo órgão. O secretário também falou sobre a importância da segunda dose.  “Aqueles que tomaram a primeira dose é muito importante que tomem a segunda dose – não só por eles estarem protegidas, mas para proteger o próximo”, concluiu.  

 


Imprimir  

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail:

 







 

entre em contato pelo whatsapp