Empresário que agrediu cinegrafista vai responder inquérito por dois crimes

Leonardo Rivelli, que na manhã desta quarta-feira agrediu o cinegrafista da TV Integração pagou fiança e vai responder por dois crimes. SAIBA +

O empresário Leonardo Rivelli, 54 anos, que agrediu o repórter cinematográfico da afiliada da TV GLobo Robson Panzera, foi solto após pagar R$1 mil de fiança, no final da tarde desta quarta-feira (20). 

Ronson Panzera estava filmando a fachada da Escola Preparatória de Cadetes do Ar para uma matéria da TV Integração quando Leonardo passou de carro gritando "Globo Lixo!". Em ato contínuo, Leonardo parou o carro numa rua em frente e se dirigiu até o cinegrafista agredindo-o verbal e fisicamente.

A repórter Thaís Fullin, que trabalhava com Robson e estava no veículo da tv, filmou todo a agressão e enviou para a Polícia Militar que imediatamente chegou ao local.

Segundo informações, na delegacia o empresário se disse arrependido pelo que fez, e afirmou que agiu por legítima defesa.

Leonardo Rivelli, proprietário de uma pequena indústria de alimentos em Barbacena, vai responder inquérito pelo crime de lesão corporal e danos qualificados, tendo em vista que além das agressões mostradas em vídeo também destruiu os equipamentos da TV Integração.

Robson Panzera foi medicado na Santa Casa de Misericórdia, com fratura na mão, e depois foi liberado.

DEFESA

Em contato com a imprensa, o advogado Pedro Possa disse que o cliente preferiu não se pronunciar sobre o assunto. O profissional também informou que a defesa irá se manifestar somente em inquérito ou em um possível eventual processo.

Pedro Possa é um dos advogados de defesa, que trabalhou no caso de Adélio Bispo de Oliveira, que está preso por ter esfaqueado o presidente Jair Bolsonaro, em setembro de 2018.

 


Imprimir  

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail: