Polícia Civil amplia sistema de vistoria eletrônica de veículos em MG

Nova ferramenta torna o procedimento mais ágil e seguro. Meta é alcançar todo o estado

O Sistema de Vistoria Eletrônica de Veículos da Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) já está presente, neste momento, em 170 municípios mineiros. A nova ferramenta, além de substituir o uso de papel, diminui a possibilidade de fraudes e erros, dando mais segurança aos proprietários de veículos que buscam pelos serviços do Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG).

A vistoria, obrigatória nos casos de transferência de propriedade, alteração de dados e emissão do Certificado de Registro do Veículo (CRV), é o ato de avaliar um veículo. O procedimento assegura a legitimidade da propriedade, a autenticidade da identificação do automotor e da documentação, além de constatar se os equipamentos estão em condições corretas e seguras para o uso.
 
Antes da implantação do sistema, a identificação veicular era realizada por meio do decalque das marcações de chassi e motor, extraído com uso de papel e lápis. No processo eletrônico, a avaliação é feita por meio de um aplicativo de celular com controle de localização, no qual o vistoriador inclui fotos e dados da identificação do veículo. As imagens e informações captadas são enviadas para o banco de dados do Detran-MG, com validação automática e laudo de vistoria imediato.

A implantação do sistema começou no quarto trimestre de 2019, em Belo Horizonte, e até de março deste ano estava presente em 25 cidades. O avanço para outras 145 localidades foi feito, em 2021, em menos de três meses. O objetivo da PCMG é estender a vistoria eletrônica para 100% das unidades de trânsito do estado o mais brevemente possível.
 
Segurança
 
Diretor do Detran-MG, o delegado Eurico da Cunha Neto destaca que o armazenamento das informações por meio digital permite que todo o processo de vistoria de identificação veicular seja monitorado e auditado.

Com os laudos eletrônicos, é possível identificar alterações nas principais características do veículo e verificar adulteração de quilometragem, de chassi e de motor, o que evita fraudes e oferece mais segurança ao usuário sobre a procedência do veículo. “Esse é mais um passo para a transformação digital dos serviços do Detran-MG. O cidadão é beneficiado com um sistema mais seguro, rápido e prático”, afirma.
 
O chefe da Divisão de Registro de Veículos (DRV), delegado Matheus Cobucci Salles, ressalta a importância da nova ferramenta para a eficiência e a eficácia dos serviços prestados pelo órgão. "O novo sistema traz considerável modernização aos processos de trabalho envolvendo o registro de veículos automotores, como substituição do decalque em meio físico pela leitura ótica, integração com os sistemas do Detran-MG e armazenamento de informações e consulta eletrônicos. Além disso, a utilização da vistoria eletrônica reflete em transparência e otimização de custos para o estado”, explica.


Imprimir  

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail: