20
20/08/2019

Publicidade

Demandas em prol de mulheres são apresentadas na Assembleia Legislativa de Minas Gerais

Deputadas e representantes da sociedade civil se reuniram nesta quinta (7) com o presidente Agostinho Patrus. Saiba mais...

People 2567915 1920

0001 Legenda Imagem: Pixabay

As parlamentares Ana Paula Siqueira (Rede), Andreia de Jesus (Psol), Rosângela Reis (Pode), Marília Campos, Beatriz Cerqueira e Leninha (todas do PT), além de representantes da sociedade civil foram recebidas nesta quinta-feira (7) pelo presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), o deputado Agostinho Patrus (PV). O motivo foi a discussão das demandas relacionadas ao combate à violência contra as mulheres, dentre outras questões.

De acordo com Marília Campos, que presidiu a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher (criada em julho de 2018), é muito importante contar com o reconhecimento do presidente da Assembleia para a centralidade da pauta. "As condições estão criadas para que tenhamos todo o apoio e o envolvimento institucional pretendido", definiu. 

O encontro foi solicitado a fim de acordar com o presidente do Parlamento mineiro um calendário de ações que devem abarcar os quatro anos da 19º Legislatura. O combate ao feminicídio e a outras violências terá destaque na agenda, tendo sido escolhido como tema a ser retratado neste ano, no Dia Internacional da Mulher, celebrado anualmente em 8 de março.

Desde novembro de 2018 reuniões preparatórias para o evento são realizadas pela Assembleia de Minas, com a participação de integrantes de aproximadamente 30 entidades. O mote, "Sempre vivas, mulheres contra a violência", vai pautar não só as atividades realizadas no Legislativo estadual como também ato unificado a ser promovido na Praça Sete, no Centro de Belo Horizonte. "O dia 8 de março vai inaugurar nosso calendário de lutas", afirma Marília Campos.

Agostinho Patrus sugeriu trazer ao Legislativo o secretário de Estado de Segurança Pública e outros gestores para que prestem contas sobre as ações de combate à violência e para comprometê-los com as políticas em prol das mulheres. Ele pretende, ainda, agendar uma reunião com o diretor-geral da ALMG para debater a operacionalização das atividades.


REDAÇÃO DO BARBACENAMAIS - Whatsapp (32)9 8862-1874 - Email: [email protected]







O Portal de Noticias BarbacenaMais não se responsabiliza pela opinião dos leitores expressas aqui através de seus perfis no Facebook.