06
06/12/2019

Publicidade

Médico alerta para a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata

A campanha "Novembro azul" procura conscientizar os homens sobre a importância da prevenção. Leia mais...

+HOMEM

Médico alerta para a importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata

Novembro Azul01

Azul é a cor que marca o mês de novembro na campanha de conscientização sobre o câncer de próstata, doença que deve registrar 61,2 mil novos casos neste ano, segundo o Inca (Instituto Nacional do Câncer) e que é o segundo mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele.

A próstata é a parte do corpo masculino responsável por produzir o líquido espermático, secreção que, com outros líquidos, constitui o sêmen. O tabu em relação ao exame de toque ainda dificulta o diagnóstico precoce, embora a procura masculina pelos médicos especialistas tenha aumentado, segundo o urologista Marcelo José Sette. “Esse receio não vai desaparecer de uma hora outra para outra, mas com a campanha conseguimos melhorar muito a conscientização”, avalia o médico. Ele conta que a pressão das mulheres que, segundo ele, costumam ser mais zelosas com a saúde, é um fator que auxilia os homens na procura pelo especialista.

Como outros tumores, o melhor remédio em relação ao câncer que atinge a próstata é a prevenção a partir do diagnóstico precoce e cuidado com a saúde. Hábitos saudáveis, como evitar o tabagismo, fazer exercícios físicos e alimentar-se bem são boas práticas para prevenir a doença e devem ser aliados aos exames que podem diagnosticar este tipo de câncer: o exame de sangue PSA (Antígeno Prostático Específico) e o exame de toque retal. Os dois devem ser realizados por homens com mais de 50 anos regularmente. No caso de haver familiar próximo com o diagnóstico deste câncer, os exames devem começar a ser feitos ainda antes, aos 45 anos. “A precocidade do diagnóstico é fundamental, na fase precoce conseguimos curar”, destaca o urologista Marcelo José Sette. Ele conta que é comum entre os homens fazer apenas o exame de sangue PSA, que é um marcador tumoral, ou seja, indica a chance de o homem ter ou não câncer de próstata. Mas o exame de toque é fundamental para um diagnóstico correto da doença. Nele, o médico avalia se há alguma alteração na próstata, como algum endurecimento ou nódulo. “Só o PSA não é o suficiente. Embora ainda seja um tabu, o toque é importante, não dói e leva cerca de 15 segundos”, ressalta o urologista. O diagnóstico definitivo do câncer de próstata é feito a partir de biópsia.

O tratamento do câncer de próstata é variado e depende de cada paciente. Sette explica que as abordagens mais comuns são os tratamentos com cirurgia ou radioterapia. Também é possível fazer apenas a vigilância ativa, isto é, fazer exames regularmente sem tratar a doença.


 Com informações de ndonline 

Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link http://www.barbacenamais.com.br ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do BarbacenaMais estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do portal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do BarbacenaMais (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o BarbacenaMais faz na qualidade de seu trabalho

 Ceb 03

 


REDAÇÃO DO BARBACENAMAIS - Whatsapp (32)9 8862-1874 - Email: redacao@barbacenamais.com.br







O Portal de Noticias BarbacenaMais não se responsabiliza pela opinião dos leitores expressas aqui através de seus perfis no Facebook.