21
21/07/2019

Publicidade

Cuidados que devemos ter com os filhotes de cães e gatos


Para o filhote crescer com saúde, alguns cuidados são essenciais. Leia mais...

CÃES+BICHOS

 

Cuidados que devemos ter com os filhotes de cães e gatos

Filhotes De Ces E Gatos1

Na hora de comprar ou adotar um filhote de cão ou gato, todos devemos pensar que esta é uma decisão que merece ser bem discutida na família. Afinal, os filhotes crescem, latem ou miam, fazem suas necessidades – nem sempre em locais apropriados -, soltam pelos, lambem, choram e necessitam de afeto e companhia. Além disso, com cuidados veterinários e uma boa alimentação, vivem muitos anos.

Para o filhote crescer com saúde, alguns cuidados são essenciais: ele precisa ter água limpa e fresca à disposição e uma alimentação balanceada com vitaminas, minerais e aminoácidos para que se torne um adulto forte e saudável.

A escolha de um bom médico veterinário também é muito importante, pois é ele quem vai dar as orientações sobre a melhor forma de cuidar do animalzinho, incluindo o bem-estar e a manutenção da saúde.

Alguns cuidados de higiene igualmente devem ser tomados, como o hábito de escovar os pelos, inspecionar as patas, orelhas e todo o corpo de uma maneira geral, observando se existe a presença de ectoparasitas (pulgas e carrapatos). Outro detalhe importante é a escovação dos dentes, prevenindo assim uma série de doenças, como o cálculo dentário.

Os animais, desde filhotes, devem entrar em um esquema de vermifugação completo, recebendo 2 doses de vermífugo com intervalos de 15 dias a cada 4 a 6 meses. Isso fará com que o animal esteja protegido contra infestações parasitárias internas.

O veterinário responsável pelo seu animal irá definir qual será o melhor protocolo de vacinação para ele, porém o seu filhote irá receber no mínimo 3 doses da vacina polivalente e 1 dose da vacina antirrábica nos primeiros 4 meses de vida. Isso irá protegê-los de doenças infectocontagiosas, algumas até consideradas zoonoses, como a raiva.

Se a opção for adotar um filhote órfão, os cuidados devem ser redobrados, pois os bebês ficam mais frágeis devido à falta de acesso ao colostro da mãe e à ausência dos cuidados dela. O primeiro passo é tentar conseguir uma mãe substituta, que adote os filhotes e que forneça colostro, que é o primeiro produto secretado pela glândula mamária no início da lactação, rico em anticorpos e indispensável nos primeiros dias de vida.

É preciso se preocupar com alguns cuidados especiais, como estímulos que garantam a realização das funções vitais do recém-nascido, manutenção da temperatura corpórea, cuidados de higienização e nutrição entre outros. Dentre todos os cuidados citados, vale ressaltar a nutrição adequada. Como os filhotes não tiveram acesso ao colostro, que é fundamental para garantir a imunidade contra diversas doenças, eles devem ser levados a um médico veterinário para que sejam imunizados por meio de bancos de colostro ou de outras medidas.

Após a administração de colostro, recomenda-se que os filhotes tenham acesso a um alimento completo e próprio para esta fase da vida, ou seja, leite formulado especificamente para cães e/ou gatos. Este tipo de produto deve ser rico em vitaminas, minerais e aminoácidos, pois será a única fonte nutricional para os filhotes durante o início da vida, período determinante para a sobrevivência e desenvolvimento adequado. O uso de leite de vaca não é indicado, pois este tipo de alimento, além de não atender às necessidades nutricionais dos filhotes, contém lactose em concentrações consideradas elevadas para cães e gatos, o que pode ocasionar diarreias graves, de difícil reversão.

 

Com todos esses cuidados, o animalzinho viverá feliz e saudável, dando muitas alegrias a seus tutores.


 

Com informações Vetnil

Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link http://www.barbacenamais.com.br ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do BarbacenaMais estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do portal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do BarbacenaMais (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o BarbacenaMais faz na qualidade de seu trabalho.

Ceb02


REDAÇÃO DO BARBACENAMAIS - Whatsapp (32)9 8862-1874 - Email: [email protected]






O Portal de Noticias BarbacenaMais não se responsabiliza pela opinião dos leitores expressas aqui através de seus perfis no Facebook.