20
20/06/2019

Publicidade

Abrigo de animais em Barbacena acolhe 140 cães com ajuda de doações


Criado em 1989 por protetoras independentes, o abrigo de animais de Barbacena atualmente acolhe aproximadamente 140 cães, mantendo-se através de doações. Saiba mais...

IMG 20190408 WA0038

0001 Legenda Imagem: Arquivo pessoal

Criado em 1989 por protetoras independentes, o abrigo de animais de Barbacena atualmente acolhe aproximadamente 140 cães, mantendo-se através de doações. Com uma diretoria recém-eleita, formada pelo presidente José Antônio Batista e vice-presidente Edgar C. Menezes, o abrigo conta com três veterinários, sendo dois voluntários e outro cedido pela prefeitura.

Recentemente o abrigo foi reformado com a ajuda de voluntários e simpatizantes da causa. Alguns materiais de construção foram doados pela Secretaria de Saúde e também foram realizados sorteios, baile, brechó e calendários para arrecadar a renda necessária. “Materiais de construções consigo pedindo a meus amigos e conhecidos. Tudo com muita dificuldade”, conta Tânia Falcão, pedidora oficial e uma das voluntárias responsáveis juntamente com o marido, Sérgio Luiz.

 A voluntária afirma que, embora tenham associados que ajudam mensalmente, são poucos, sendo esse um dos motivos para o abrigo não conseguir receber tantos animais quanto gostariam. Segundo a promotora do Meio Ambiente apenas 4 cães podem ser mantidos por baía para não ser caracterizado como situação de maus tratos pela Associação Barbacenense de Proteção aos Animais (ABPA).

 O abrigo recebe animais resgatados pela Polícia Ambiental, Bombeiros e alguns pelo protetor Carlos Henrique devido a maus tratos e, embora não ocorra com frequência, ocasionalmente alguns animais são adotados. Os voluntários também realizam feiras de adoção no centro quando há filhotes. “É sempre um sucesso”, diz Tânia.

Segundo ela, o abrigo é importante por dois motivos, sendo o primeiro deles o fato de que os cães que foram abandonados saem das ruas e ganham um novo lar, ficando livres de maus tratos, e além de serem alimentados condignamente, recebem os devidos cuidados como castrações e atendimentos a baixo custo com renda revertida para a compra de medicamentos e outros suprimentos. O segundo motivo é que assim, casos de ataques e mordeduras em cidadãos são reduzidos e doenças são evitadas.

 Como doar?

Materiais de construção, cobertores, caminhas em boas condições, medicamentos para os animais, materiais de limpeza e qualquer quantia podem ser entregues no abrigo, localizado na rua Cristóvão Lobato Campos, número 320 no bairro Serra Verde II para Eloisa Prenassi, Dulce Dani ou Tânia Falcão.

Confira a página no Instagram: https://www.instagram.com/perdidopet/

 


REDAÇÃO DO BARBACENAMAIS - Whatsapp (32)9 8862-1874 - Email: [email protected]






O Portal de Noticias BarbacenaMais não se responsabiliza pela opinião dos leitores expressas aqui através de seus perfis no Facebook.