Barbacena enfrenta problema com abastecimento de água

Prefeitura solicita consumo consciente por parte da população.

O abastecimento de água tem se tornado preocupação para moradores de diversas cidades da Zona da Mata e Campo das Vertentes. Quem mora nos bairros mais altos de Barbacena, por exemplo, chegou a ficar uma semana sem ter água em casa. O serviço só foi retomado neste domingo (15). Sobre esta situação, a reportagem entrou em contato com a Companhia de Saneamento de Minas Gerais (COPASA) e Serviço de Água e Saneamento (SAS) para saber as medidas adotadas para garantir o fornecimento.

Os moradores de bairros mais altos, como Santa Efigênia e Diniz II reclamaram que ficaram uma semana sem água. Estes locais fazem parte dos 30% da cidade abastecidos pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais (COPASA). O MG1 solicitou informações atualizadas sobre o nível dos reservatórios da empresa e aguarda retorno.

Em nota na última sexta (13), a empresa informou que "está trabalhando para evitar o desabastecimento em Barbacena por meio da montagem de uma captação complementar no manancial Alberto Dias. A previsão era que este equipamento entrasse em operação na tarde da última sexta-feira (13)". A empresa disse, ainda, que foi registrada a redução do volume de água dos mananciais nas regiões do Carás (Alfredo Vasconcelos) e Caetés, em razão do prolongado período de estiagem, responsáveis pelo abastecimento da região noroeste do município.

Os outros 70% são responsabilidade do Serviço de Água e Saneamento (SAS). Em entrevista ao MG1, diretor geral do SAS, Bruno Moreira Mota explicou que a área atendida pelo Serviço não enfrenta risco de desabastecimento. "Os nossos reservatórios hoje estão com 60%, sistema funcionando com a sua capacidade total de carga. Até o momento, situação controlada", garantiu.

No entanto, ele ressaltou que o risco sempre existe diante do período de estiagem e do registro de calor na região. Por isso, o diretor geral enumerou as ações para garantir mais reserva para atendimento à população. "A obra da adutora já está 85% concluída, nossa previsão é que ela entre em operação no ano que vem e vai triplicar a chegada de água na ETA. Além disso, adquirimos recentemente e estão em processo de montagem dois reservatórios: um de 1 milhão de litros e outro de 2 milhões. Vamos fazer uma reserva de 3 milhões para atender a população de Barbacena", afirmou.


Imprimir  

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail: