Adelaide desenvolve projeto de incentivo à produção literária

O projeto permite que os alunos de 11 a 12 anos se sintam mais críticos e aprimorem sua escrita e produção. Leia mais...

GENTE QUE FAZ

 

Adelaide desenvolve projeto de incentivo à produção literária

A Escola Estadual Adelaide Bias Fortes, em parceria com o Jornal Expresso deu início a um projeto que busca transformar pequenos leitores em grandes escritores. A proposta reúne os alunos do sexto ano e promove a leitura, debate e criatividade dos mais diversos gêneros textuais.

Mostrando que os novos talentos da literatura brasileira podem se manifestar ainda na infância.

De acordo com a idealizadora do Projeto “Pequenos leitores, grandes escritores”, professora Ângela Maria Rodrigues, o projeto permite que os alunos de 11 a 12 anos se sintam mais críticos e aprimorem sua escrita e produção. Apontando que a idade não é determinante para a qualidade de seus textos.

Os alunos terão acesso a uma literatura ampla e a partir deste conhecimento farão, através de sua própria linguagem, o seu próprio trabalho. Os trabalhos produzidos pelo projeto serão divulgados e publicados no Jornal Expresso.

Conforme a vice-diretora Eliane Rocha, “o projeto vem para destacar os talentos barbacenenses e para mostrar aos alunos que eles são capazes de ir além da leitura e criar seus próprios textos como protagonistas de suas descobertas.”

           

Texto produzido pela aluna Ana Letícia Meneses Bageto – 6º ano 2

Marcos era um garoto muito sonhador e sempre imaginava o que queira ser quando crescer. Em um belo dia, olhou para seu pai, encheu-se de coragem e determinação e disse: Olha pai, já sei o que quero ser quando eu crescer!

O pai, cheio de orgulho, perguntou: O que meu filho? Fale. O que é?

Vou ser piadista! É melhor você se sentar senão vai cair de tanto gargalhar! Pronto?

Sim, meu filho, estou pronto!

Então, por que é que a galinha atravessou a rua?

Ué, filho, claro que é para chegar ao outro lado. Essa já é velha.

Não, aí é que você se engana, ela atravessou a rua é para ir para o passeio!

O pai ficou sério e tentou fingir achar graça e rir, mas não conseguiu, e percebendo, Marcos então disse: Já sei, então vou ser ciclista profissional e depois vou virar motoqueiro.

Sabe andar de bicicleta ou moto?

Não!

Depois de horas e horas nesse vai e vem, o menino desistiu e disse que quando ele crescer quer ser grande. O pai riu e disse: Esse sonho vai se realizar, pois seus tataravós, bisavós e avós eram enormes.

Então, pai, por que você é tão baixinho?

Acho que quando nasci caí de cabeça para baixo; ela deve ter achatado.

Então quero ser pequeno igual a você.

Os dois se abraçaram e começaram a gargalhar. E assim, passaram a tarde toda. Só um segredinho: o filho sabia que o pai queria ser alto!

 

A importância da leitura no desenvolvimento da escrita PEQUENTOS LEITORES, GRANDES ESCRITORES

 

O ensino/ aprendizagem de língua portuguesa na escola, especialmente no período do 6º ao 9º ano, deve primar pela não repetição de conteúdos teóricos e/ou gramaticais, visando ressaltar a importância da leitura no desenvolvimento da escrita. A meu ver, esse é o maior objetivo do ensino de Língua Portuguesa, Literatura e Redação, nessa etapa de conclusão do ensino fundamental, já que é a base da formação do estudante.

Criada essa base sólida, as demais etapas seguirão como aperfeiçoamento. Com esse entendimento é que planejei o projeto PEQUENOS LEITORES, GRANDES ESCRITORES.

Idealizado como proposta de ensino envolvendo atividades de leitura e escrita, os estudantes são motivados a conhecerem e produzirem gêneros textuais diversificados, tais como, narrativas, acrósticos, poemas, etc.

Lendo textos de diferentes gêneros e conhecendo características de escritores diversificados, são incentivados a indicar as boas leituras a outros leitores, expressando sua opinião, fazendo avaliações críticas sobre o conteúdo da leitura, tanto de forma oral como escrita.

A ação de indicar a leitura que acabou de fazer implica em tornar-se sujeito da leitura, entendendo o sentido da importância da leitura, na medida em que ele pode se apropriar deste aprendizado para construir outros conhecimentos. É a motivação de que ele precisa.

Por outro lado, na construção da atividade de escrita, o ensino é construído de forma que os estudantes encontrem sentido e interesse. Trata-se de induzi-los à postura de grandes escritores, pois são instados a terem visão crítica sobre suas escritas e motivados a divulgarem seus textos. São várias as formas de divulgação. Uma delas é por meio dessa coluna no Jornal Expresso. A cada semana, o leitor desse jornal poderá apreciar diferentes trabalhos dos estudantes da Escola Estadual Adelaide Bias Fortes. Boa leitura a todos!

PRODUÇÃO: PROF.ª ÂNGELA RODRIGUES

 

Indicação de boa leitura para essa semana é com a aluna Giulia Gonçalves Giovani – 6º ano 1

 

“Estou aqui para falar de um livro que li e amei. Achei bastante interessante. Se você quiser ler, vai amar! O livro é “O Preço da Coragem” de Raul Drewnick. Conta a história de uma menina que batalha para conseguir tudo que quer principalmente ajudar seus pais. Ela conhece um lindo homem pelo qual se apaixona, mas seu pai é muito orgulhoso e não a deixa fazer nada. Com o passar do tempo o pai muda de atitude e... É preciso que você leia para conhecer melhor a história”.


 

Agência Expresso

 

Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link http://www.barbacenamais.com.br ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do BarbacenaMais estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do portal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do BarbacenaMais (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o BarbacenaMais faz na qualidade de seu trabalho


Imprimir  

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail: