Projeto "Mãos que Alimentam" é contemplado com veículo pelo Conselho Geral Internacional da Sociedade São Vicente de Paulo

Projeto que é realizado por 33 crianças e adolescentes entre 5 e 16 anos alimenta mais de 40 pessoas em situação de rua

 

O presidente do Conselho Menino Jesus Marcos Eduardo recebendo a chave do veículo das mãos do vice-presidente do Conselho Internacional Geral da SSVP,  Júlio César Marques de Lima - Foto Kátia Cilene/BarbacenaMais


O Conselho Geral Internacional da SSVP (CGI), através da Comissão Internacional de Ajuda e Desenvolvimento (CIAD), selecionou a Obra Especial “Mãos que Alimentam”, da Conferência de Criança e Adolescente (CCA) Menino Jesus, de Barbacena para receber um carro. O veículo chegou à CCA para ajudar no transporte de alimentos para de cerca de 40 pessoas em situação de rua da cidade mineira.

O projeto da SSVP do Brasil apresentado à CIAD solicitando apoio à Obra Especial “Mãos que Alimentam” foi aprovado na reunião internacional da Comissão realizada em 22 de abril. A proposta brasileira solicitava recursos para aquisição de um veículo a ser adaptado para transporte de refeições e outros itens doados regularmente a pessoas em situação de rua na cidade de Barbacena-MG.  

O projeto conta com a participação de 33 crianças e adolescentes, com idade entre 5 e 16 anos, que se reunem semanalmente para cozinhar, embalar, e entregar comida, itens de higiene e cobertores às pessoas em situação de rua que vagam por Barbacena.

Para celebrar a entrega do veículo, foi realizada uma solenidade na sede do Salão Zille, no bairro Grogotó, que contou com a presença do vice-presidente do Conselho Geral Internacional da Sociedade São Vicente de Paulo, Júlio César Marques de Lima, o presidente da Conferência Menino Jesus de Crianças e Adolescentes Marcos Eduardo Moura do Nascimento, o vice-presidente do Conselho Metropolitano de Barbacena Edilson Simões Mendes, o presidente do Conselho Central de Barbacena José Luiz Duarte, o vice-presidente do Conselho Particular Nossa Senhora de Fátima Antônio do Carmo Paulino, o Coordenador das CCA do Conselho Metropolitano José Valtair, Jorge Luis Lopes representando a Associação Projetar Minas, a nutricionista voluntária do projeto Yasmin Nascimento, a jornalista do CNB Marina Prado, o padre Carlos Wilson, da Paróquia de Nossa Senhora de Fátima, que abençoou o veículo, além dos integrantes do projeto "Mãos que Alimentam" e suas famílias.

Coube ao presidente da Conferência Menino Jesus de Crianças e Adolescentes, Marcos Eduardo, de 16 anos, a abertura da solenidade, momento no qual ele falou sobre a idealização do projeto, a luta dos integrantes e a realização do sonho de conquistar o veículo para realizar a distribuição de comida e itens de higiene. "Receber esse veículo é tão importante que nossos membros que vivem esse dia-a-dia sabem do que estou falando: vamos ganhar em agilidade e em dignidade para essas pessoas, além dos alimentos, itens de higiene e cobertores poderão ser organizados e melhor distribuídos. Quero agradecer ao Conselho Geral Internacional, ao Conselho Nacional, Metropolitano, Central e Particular. Sabemos que teremos muito a desenvolver e a viver, teremos pela frente a missão de realizar ainda mais. Ninguém vence sozinho, ninguém realiza sozinho. Sonhem conosco. Rezem por nós, e acreditem que estamos dispostos a fazer ainda mais", ressaltou Marcos Eduardo em seu discurso.

O Presidente-geral Renato Lima destaca que ver um projeto do Brasil ser contemplado é uma grande felicidade. “Esperamos que esse apoio da CIAD e do Conselho Geral ajude a Conferência a organizar melhor o atendimento prestado aos irmãos em situação de rua, permitindo inclusive uma ampliação dessa linda obra mantida por uma Conferência de Crianças e Adolescentes”, afirma.

O orientador da Conferência e presidente do Conselho Metropolitano de Barbacena, confrade Carlos Roberto Batista, conhecido carinhosamente como Kikito, a seleção do Projeto é uma bênção de Deus. “Nosso sonho era conseguir comprar esse carro para organizar e dar mais dignidade ao atendimento às pessoas em situação de rua. A Conferência tem esse sonho de adquirir um veículo próprio para levar as marmitas e acomodar roupas, cobertores e kits de forma organizada para as entregas. Hoje os nossos confrades e consócias emprestam os veículos, mas que não são adaptados para o transporte. Agora estamos realizando esse sonho. Estamos muito felizes e emocionados”, conta.

Crianças e adolescentes membros do projeto "Mãos que Alimentam" - Foto: Kátia Cilene/BarbacenaMais

Mesa de autoridades Vicentinas - Foto: Kátia Cilene/BarbacenaMais

 Júlio César Marques de Lima foi homenageado pelas crianças do Conselho Menino Jesus - Foto: Kátia Cilene/BarbacenaMais

A jornalista do CNB Marina Prado também recebeu homenagem das crianças do Conselho - Foto: Kátia Cilene/BarbacenaMais

Crianças fazem e distribuem alimentos para pessoas em situação de rua em Barbacena- Foto: SSVP/Divulgação

 

Sobre o Projeto

Alimentar o corpo e o espírito de cerca de 40 pessoas em situação de rua da cidade mineira de Barbacena. Essa é a missão dos 33 membros da Conferência de Crianças e Adolescentes (CCA) Menino Jesus que participam do “Mãos que Alimentam”. A ideia começou como um projeto social dentro da CCA Menino Jesus em 2020, quando a pandemia começou, e no final de 2021, tornou-se Obra Especial da Conferência (Conselho Particular Nossa Senhora de Fátima, Conselhos Central e Metropolitano de Barbacena).

Segundo Kikito, o projeto nasceu durante a pandemia quando se percebeu um aumento no número de pessoas em situação de rua em Barbacena e até mesmo um distanciamento das pessoas devido aos riscos da pandemia. “Nisso os adolescentes e crianças da CCA Menino Jesus, que conta com 33 membros, se organizou e começou não só a distribuir as refeições, mas também prepará-las”, lembra.

Funcionando na cozinha solidária Irmã Rosalie Rendu, a Obra Especial, além de servir as refeições preparadas pelas crianças e adolescentes, sempre com a supervisão de um adulto, o “Mãos que Alimentam” entrega aos assistidos kits de higiene, máscaras, cobertores, entre outros itens. “Muito mais que o material, as crianças e adolescentes levam atenção, carinho e apoio a esses nossos irmãos”, define o confrade Kikito.

Hoje as crianças e adolescentes se organizaram em escala para que todas as terças-feiras haja um grupo de pelo menos nove pessoas fazendo o alimento e a entrega. “Aqui em Barbacena temos outros grupos e entidades que entregam alimento às pessoas em situação de rua em outros dias da semana. Algumas vezes acontece de termos que suprir outros dias e estamos sempre preparados. Recebemos a doação dos alimentos e as entregas são realizadas pelas crianças e adolescente, após abordagem feita por adultos e garantida a segurança dos membros”, detalha.

RELACIONADA

Mãos que Alimentam | Você precisa ver e aplaudir o que estas crianças e adolescentes estão fazendo!

 

Imprimir  

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail:

 

 







entre em contato pelo whatsapp