Barbacena aprova dois projetos no Fundo Estadual de Cultura

Associação Cultural Sétimo Degrau e Associação Cultural Bituca são contemplados no mais importante edital cultural de Minas Gerais. LEIA MAIS...

 

LEIS DE INCENTIVO 

Barbacena aprova dois projetos no Fundo Estadual de Cultura 

Associação Cultural Sétimo Degrau e Associação Cultural Bituca são contemplados no mais importante edital cultural de Minas Gerais

 

Barbacena continua demonstrando que, em termos de cultura em Minas Gerais, ocupa um lugar de destaque. Desta vez, duas associações culturais locais aprovaram projetos de financiamento de projeto no Fundo Estadual de Cultural de Minas Gerais, um dos mais importantes do país. O resultado foi divulgado esta semana e o investimento na cidade será de R$ 77 mil reais. Os projetos aprovados são “Visita Guiada ao Patrimônio Cultural de Barbacena”, da Associação Cultural Sétimo Degrau, que vai receber R$ 24 mil, e “Para mais dez anos”, da Associação Cultural Bituca: Universidade de Música Popular, contemplada com R$ 47 mil, associação que tem à frente o Grupo Ponto de Partida, reconhecido nacionalmente e que inaugurou este ano a Estação Ponto de Partida, corredor cultural com inúmeras atividades na antiga Sericícola. Cada associação terá que investir em seus projetos 20% do valor aprovado. 

O projeto Visitas Guiadas ao Patrimônio Cultural, aprovado pela Associação Cultural Sétimo Degrau, grupo que passou a integrar a iniciativa em 2013 e que possui 31 anos de atividade em Barbacena, foi criado no ano de 2009 pelo arquiteto Sérgio Cardoso Ayres e desenvolvido através da Escola de Educação Patrimonial de Barbacena, entidade hoje ligada à Secretaria de Educação da Prefeitura Municipal de Barbacena. O projeto consta de um roteiro cultural pelo centro da cidade com estudantes de todas as idades enfocando a cultura, a história e a arquitetura barbacenenses. “Já realizamos mais de oitenta roteiros pelo chamado centro histórico de Barbacena, ensinando um novo olhar sobre o nosso patrimônio cultural”, explica Sérgio Cardoso Ayres, ressaltando que dezenas de instituições de ensino da rede pública e particular já participaram das visitas. “Procuramos mostrar como a memória e a identidade são importantes na construção da cidadania”, explica. 

Com os recursos públicos e mais 20% que a associação terá que investir no projeto, que para isso está procurando parceiros na iniciativa privada, o projeto terá todos os gastos pagos, como condução para os grupos de vinte alunos, guias culturais, camisetas e bonés para os participantes. “Estamos muito satisfeitos. Pretendemos realizar mais de vinte roteiros pelo centro da cidade em 2016, inclusive com visitas ao Museu Municipal. Abriremos um cadastro para as escolas se inscreverem e montaremos uma agenda privilegiando as instituições que possuem alunos mais carentes”, finalizou. 


Imagem: O arquiteto Sérgio Ayres, do Sétimo Degrau, com alunos da Criança e Companhia - Foto: Deliane Dani

 

 


Imprimir  

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail: