18
18/10/2019

Publicidade

Nicolau Esteves chega ao topo do mundo dos negócios com a AFYA. E é só o começo.

Nicolau Carvalho Esteves vai abrir o capital de sua empresa, a AFYA - o maior grupo de educação médica do Brasil, na NASDAQ, em Nova Iorque. Saiba mais...

001 Nicolau Esteves Nasdaq

Nesta sexta-feira (19), quando começar o pregão da NASDAQ - o segundo maior mercado de ações em capitalização de mercado do mundo, depois da Bolsa de Nova York -, um empresário que começou sua carreira em Barbacena como médico, estará batendo o martelo dando início às negociações do dia. Trata-se do empresário e médico Nicolau Carvalho Esteves, CEO da AFYA, o maior grupo de educação médica do Brasil.

A Afya está a dois dias de abrir seu capital na segunda maior bolsa de valores mundial - a NASDAQ. A demanda já seria de três vezes o tamanho da oferta, segundo dois investidores estudando a transação. A Afya — que significa ‘saúde’ em suahíli — está vendendo 13,9 milhões de ações (incluindo o lote suplementar) numa faixa de U$ 16 a US$ 18 por ação. No meio da faixa, a oferta vai levantar US$ 236 milhões e avaliar a empresa em US$ 1,5 bilhão. (Há também uma pequena oferta secundária de 1,9 milhões de ações.)

O negócio de educação médica é o filé mignon do setor — evasão baixa, inadimplência magra, e os tíquetes mais altos — e a Afya construiu um modelo de negócios que monetiza cada passo dos futuros médicos do Brasil.

A companhia se divide essencialmente em três negócios. O primeiro, a NRE Educacional, é dono de uma série de faculdades de medicina e responde por cerca de 80% da receita total da empresa. A ideia é continuar comprando mais faculdades e extrair sinergias operacionais e administrativas.

Depois que o aluno de medicina se forma, começa a batalha sangrenta pela residência, e a Afya também tem um produto para oferecer. No ano passado, a companhia comprou o MedCel, um curso preparatório para residência médica 100% online. 

O terceiro negócio da Afya — cursos de especialização — só começou a fazer parte da companhia dois meses atrás, quando a Afya comprou a Faculdade de Ciências Médicas do IPEMED, líder em cursos de pós-graduação médica com mais de 2.100 alunos em sete campi. O IPEMED tem parcerias internacionais para programas de observação e estágio com a Harvard Medical School e a Universidade de Miami.

Enquanto o faturamento cresceu 55% entre 2017 e 2018, o lucro da Afya dobrou de R$ 48 milhões para R$ 95 milhões. A faixa de preço da oferta implica um múltiplo de 21,5 a 24 vezes o lucro estimado para este ano, e 15,7 a 17,4 vezes o lucro de 2020. Para efeito de comparação, a Arco Educação negocia a 40 vezes o lucro estimado para 2020 — mas seu negócio tem um componente tecnológico maior que o da Afya.

Bank of America-Merrill Lynch, Goldman Sachs e UBS estão coordenando a oferta. O sindicato conta ainda com Morgan Stanley, Itaú BBA, BTG Pactual e XP Investimentos.

A HISTÓRIA DE NICOLAU ESTEVES E DA AFYA

A NRE Educacional foi fundada pelo casal de médicos Nicolau e Rosangela Esteves. Professores da Faculdade de Medicina de Barbacena (MG) e atendendo na Santa Casa de Misericórdia da cidade no início da década de 1990, o casal Esteves assistia à difícil rotina dos moradores mais carentes da região em busca de atendimento médico. “Muitas crianças nunca tinham ido a uma consulta médica na vida”, lembra Nicolau. “Ali já ganhava força o nosso sonho de formar profissionais de medicina para atuarem em cidades menores, atendendo estas populações e mudando a realidade delas.” 

Em 1999 surgiu a oportunidade de levar esse projeto também para o norte do país, no estado de Tocantins, mais especificamente no Instituto Tocantinense Presidente Antônio Carlos (Itpac), em Araguaína. Depois vieram outras faculdades de Medicina em Ipatinga e São João del-Rei (MG), Porto Nacional (TO) e Parnaíba (PI). “Nestas cidades vimos claramente a mudança na qualidade do atendimento à população: muitos médicos se formavam nas nossas escolas e permaneciam nestas regiões. O nosso sonho tinha se transformado verdadeiramente em realidade”, explica Nicolau. Em 2016, os fundadores viram uma oportunidade de ir ainda mais longe. A aproximação com a Crescera Investimentos abriu novas frentes de investimento, que culminaram com a aquisição da Medcel, marca de cursos preparatórios para provas de residência médica, e de outras faculdades. O Fundo também trouxe uma gestão mais profissionalizada à empresa. 

Até dar origem à Afya, o Grupo NRE Educacional atuava nos estados de Minas Gerais, Tocantins, Paraná e Piauí por meio de nove unidades de ensino, sendo três delas reconhecidas como Centros Universitários pelo Ministério da Educação (MEC). São elas: FMIT, de Itajubá (MG); Univaço, de Ipatinga (MG); Centro Universitário Uniptan, de São João del-Rei (MG); Centro Universitário Unitpac, de Araguaína (TO); Itpac, de Porto Nacional (TO); Itpac, de Palmas (TO); IESVAP, de Parnaíba (PI); Centro Universitário UNINOVAFAPI, de Teresina (PI); e FADEP, de Pato Branco (PR). 

Em abril de 2019, a Afya Educacional adquiriu a Fasa (Faculdades Santo Agostinho), instituição de ensino com quatro unidades – Montes Claros e Sete Lagoas (MG) e Itabuna e Vitória da Conquista (BA) –, 14 cursos, 5 mil alunos, sendo 600 de Medicina, e 386 professores. A chegada da FASA reforçou a liderança da empresa em cursos de Medicina – passando de 917 para 1102 vagas autorizadas pelo MEC –, além de ampliar sua presença nacional, com a chegada ao estado da Bahia. O grupo ampliou fortemente sua presença no segmento de pós-graduação médica com a compra, em maio de 2019, da Faculdade IPEMED de Ciências Médicas. Com uma oferta de 13 pós-graduações e uma graduação (Radiologia), a Faculdade IPEMED de Ciências Médicas tem unidades em cinco capitais: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Salvador e Brasília. A instituição conta com 1.800 alunos presenciais e 230 professores. 

Para o fundador da NRE e hoje presidente do Conselho de Administração da Afya Educacional, o sonho de 20 anos atrás segue vivo: “Hoje estamos presentes também em cidades um pouco maiores, mas o objetivo permanece o de trabalhar no interior, onde temos um papel social muito relevante, que é o de levar o médico para rincões do nosso país, onde há dificuldade de acesso aos sistemas de saúde. A qualidade do ensino que oferecemos e o cuidado com as pessoas seguem sendo nossos grandes compromissos. Eu repito isso há 20 anos: ́as pessoas são a nossa maior força ́”, finaliza Nicolau Esteves.

CONHEÇA A AFYA ATRAVÉS DO NÚMEROS

A AFYA é o maior grupo de faculdades de medicina do país. A operação presencial da Afya está em 18 cidades e em 5 estados: Minas Gerais, Piauí, Paraná, Tocantins e Bahia por meio de 13 unidades, sendo 10 faculdades e 3 Centros Universitários. Para os cursos preparatórios para prova de Residência Médica, Títulos e Especializações, a oferta é nacional por meio da plataforma online da Medcel.

25 mil

Alunos de graduação

9 mil

Alunos do preparatório para Residência Médica

2 mil

Alunos de pós-graduação

4 mil

Professores e colaboradores

30

Cursos de graduação

7

Cursos para Residência Médica, títulos e Especializações

13

Cursos de pós-graduação

1.102

Vagas para o curso de Medicina (p/período)

A Afya está presente na formação médica em todos os níveis: graduação, pós-graduação lato sensu e stricto sensu,

bem como em cursos preparatórios para processos de seleção de programas de residências médicas

e para obtenção de títulos de especialidades. 

1.7mil

Professores de Graduação

26

Professores do Curso Preparatório

230

Professores de Pós-Graduaçaão


Com informações de Geraldo Samour/BarbacenaMais/AFYA

 

 


REDAÇÃO DO BARBACENAMAIS - Whatsapp (32)9 8862-1874 - Email: [email protected]







O Portal de Noticias BarbacenaMais não se responsabiliza pela opinião dos leitores expressas aqui através de seus perfis no Facebook.