18
18/08/2019

Publicidade

FIEMG homenageia empreendedores que contribuem para o progresso do estado e do país

O evento, realizado em 23 de maio, reuniu industriais de todo o estado para prestar homenagens a empreendedores que contribuem, de forma decisiva, para o crescimento e progresso de Minas Gerais e do Brasil. Saiba mais...

001 Diadaindustria

0001 Legenda O Governador Romeu Zema participou das solenidades do Dia da Indústria - Foto: FIEMG

 

 

A Sala Minas Gerais, em Belo Horizonte, foi palco da celebração do Dia da Indústria 2019 da FIEMG. O evento, realizado em 23 de maio, reuniu industriais de todo o estado para prestar homenagens a empreendedores que contribuem, de forma decisiva, para o crescimento e progresso de Minas Gerais e do Brasil. O título de Industrial do Ano foi entregue a Ricardo Botelho, CEO do Grupo Energisa, com sede localizada em Cataguases, na Zona da Mata. O Mérito Industrial da CNI foi para o CEO e chairman da MRV Engenharia, Rubens Menin. O ex-ministro Alysson Paolinelli foi condecorado como "Construtor do Progresso". 

"Sinto-me honrado e orgulhoso de estar aqui, nesta noite com vocês", afirmou Flávio Roscoe, cumprimentando os homenageados da noite. "São vocês que honram o papel de empreendedores em cada canto do estado. São vocês que enxergam oportunidades, fincam raízes e constroem histórias de desenvolvimento, geram emprego e renda", ressaltou o líder empresarial.

"Esta celebração simboliza a união da indústria mineira, de nossas empresas e empresários, para lutar por uma nova nação. Juntos para enfrentar e superar essa crise, a mais grave de nossa história", afirmou Roscoe, ressaltando a importância do Sistema S. "Todos precisam contribuir e a FIEMG entende isso, compreendendo uma redução de 20% do compulsório recebido. Vamos fazer mais com menos", afirmou. "Buscamos, como missão da gestão Pró-Indústria, a promoção da indústria mineira em sintonia com os interesses da sociedade", disse, citando como exemplo os bons resultados dos alunos das escolas SESI e SENAI. 

Roscoe defendeu a necessidade urgente da aprovação da Nova Previdência. "O Brasil não tem opção: ou implanta – agora e com urgência – a Nova Previdência ou entrará em situação de irreversível insolvência. Vale dizer: sem a reforma da Previdência, o Estado quebra", sentenciou.

Ao todo, 18 empresários foram homenageados. "Estou emocionado e honrado em receber essa homenagem, mas ela não é apenas minha, é também daqueles que sempre fizeram parte da história da MRV", afirmou Rubens Menin.

Ricardo Botelho, diretor-presidente do Grupo Energisa, recebeu a comenda de Industrial do Ano. "Esse título me dá muito orgulho e reforça a responsabilidade que temos. Estamos vivendo um momento de crise e isso se dá, principalmente, devido à falta de dinamismo", afirmou. 

O empresário falou sobre o momento delicado pelo qual o país está passando e que isso é devido a um desequilíbrio histórico em que os empresários brasileiros são obrigados a competir carregando em suas costas o peso do Estado. "Enquanto no Brasil a indústria anda pra trás, mundialmente a inovação se acelera. Processos inovadores – Robótica Avançada, Inteligência Artificial e Internet das Coisas – impulsionam a Indústria 4.0 e estão mudando a manufatura", ressaltou o Industrial do Ano.

Alysson Paolinelli, ex-ministro e atual presidente-executivo da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho) recebeu a Medalha de Construtor do Progresso, por seus trabalhos realizados na área da produção agrícola tropical.

Dentre os convidados da cerimônia estava o governador de Minas Gerais Romeu Zema, que afirmou a necessidade de melhorar a eficiência do Estado. "O Brasil tem uma carga tributária muito alta e isso onera o empresariado", disse Zema, lembrando que a cerimônia do Dia da Indústria homenageia pessoas que ajudam o mundo a melhorar: os empreendedores. Segundo o governador, o Estado brasileiro se tornou um agente restritor do desenvolvimento e não propulsor.

A FIEMG entregou também o "Mérito Industrial 2019" para outros 15 empreendedores que investem em todas as regiões do estado. Leonardo Gabriel Rebouças, diretor administrativo e financeiro da Malhas Keeper, indústria do setor de vestuário localizada em Juiz de Fora, recebeu a honraria, indicado pela Regional Zona da Mata e seus 16 Sindicatos Integrados.  

O empresário é graduado em Economia pela Universidade Federal de Juiz de Fora e atua na empresa Malhas Keeper desde 1980. Começou como auxiliar administrativo, galgando espaços na malharia até se tornar sócio-gerente no final da década de 1990. Sempre atuante, Leonardo participa da gestão administrativa e financeira da empresa, que acaba de inaugurar um projeto de expansão com mais uma planta industrial de 4.000 m². 

Um dos diferenciais da Malhas Keeper é a sua preocupação com a sustentabilidade e, por isso, um dos projetos destaques encabeçados pela indústria é a Estação de Tratamento de Efluentes Industriais. Nela, os rejeitos dos parques industriais são tratados antes de serem devolvidos ao meio ambiente. De acordo com Leonardo Rebouças, para a empresa a preocupação constante com o meio ambiente é tão importante quanto as coleções lançadas anualmente. "E esta Estação de Tratamento demonstra nossa filosofia de desenvolvimento com respeito ao meio ambiente", destaca. 

O presidente da FIEMG Regional Zona da Mata, Aurélio Marangon Sobrinho, esteve presente na solenidade comemorativa do Dia da Indústria, juntamente com os presidentes e delegados dos Sindicatos filiados à FIEMG. 

Pa​ra conhecer mais detalhes sobre todos os homenageados do Dia da Indústria 2019 da FIEMG, clique aqui


REDAÇÃO DO BARBACENAMAIS - Whatsapp (32)9 8862-1874 - Email: [email protected]







O Portal de Noticias BarbacenaMais não se responsabiliza pela opinião dos leitores expressas aqui através de seus perfis no Facebook.