02
02/06/2020

Publicidade

Integrantes da Epcar testam positivo para Covid-19; MPF investiga conduta da escola militar em Barbacena

Conselho Tutelar do município enviou denúncia para Ministério Público Federal após relatos de medo de que os alunos estivessem em risco de contágio frente à pandemia do novo coronavírus. A Aeronáutica se pronunciou sobre o assunto. SAIBA +
001 EPCAR

O Ministério Público Federal (MFP) investiga a conduta do Escola Preparatória de Cadetes do Ar (Epcar) em Barbacena, depois que pais de alunos da instituição denunciaram que a instituição estaria submetendo os estudantes a risco de contágio pelo novo coronavírus.

A denúncia foi feita pelo Conselho Tutelar de Barbacena em abril e encaminhada ao MPF em São João del Rei. Nesta quarta-feira (20), a Diretoria de Saúde da Aeronáutica confirmou que sete integrantes da Escola Preparatória, entre estudantes e professores, testaram positivo para Covid-19. (Veja abaixo a íntegra da nota da Aeronáutica).

À TV Integração, um professor que teve a identidade preservada, disse que "tem mais de 60 dias que os quase 500 alunos da Epcar estão na escola sem serem liberados em momento algum para casa".

"Além disso, inicialmente, no dia 19 de março as aulas foram suspensas, mas uma parte foi retomada no dia 6 de abril e o restante foi retomado depois da Páscoa. Essas aulas foram retomadas em grande parte de forma presencial, através de aulas lecionadas por professores militares. São cerca de 25 professores militares que estão entrando e saindo praticamente todos os dias da escola para poderem dar estas aulas, mais quatro professores civis que se voluntariaram e quiseram continuar nas aulas presenciais", disse.

Conselho Tutelar 

Em nota, o Conselho Tutelar informou que recebeu uma denúncia anônima no dia 15 de abril e que em seguida vários pais de alunos entraram em contato solicitando providências para resguardo dos filhos visto que eles só estavam liberados para terem contato telefônico. Além disso, foi relatado que nestes contatos os estudantes demonstravam desespero e se queixavam de estarem com receio de se contaminarem, pois havia alunos com sintomas aparentes.

Ainda conforme a nota, após as denúncias o Conselho Tutelar reportou ao Ministério Público Federal, que averiguou a situação e encaminhou uma determinação para uma inspeção na Epcar, juntamente com profissionais da Vigilância Sanitária Municipal.

Conforme o texto enviado à imprensa, esta inspeção teria sido realizada no dia 12 de maio, quando o Conselho foi averiguar o cumprimento do plano de contingência apresentado pela escola. Na ocasião, foi observado alunos em sala de aula usando máscaras, no entanto, não havia o devido espaçamento de segurança entre eles, não havia álcool em gel disponibilizado em salas de aula ou alojamentos, somente na área de alimentação. E ao serem questionados, justificaram que a higienização das mãos era feita com água e sabão, que tinha sido uma recomendação da Vigilância Sanitária.

 

O Conselho Tutelar também disse que outro ponto verificado em inspeção foi com relação aos alunos que apresentavam síndrome gripal. "Estes eram imediatamente retirados de seus respectivos alojamentos (este com ocupação de 160 alunos) e levados para apartamentos onde ficavam isolados e submetidos ao exame de COVID-19. Ressalta-se que a vigilância sanitária se comprometeu a encaminhar testes para tais alunos.

E em relação às aulas, o Conselho Tutelar disse que foi verificado que professores civis têm ministrado aulas através de vídeo e os professores militares de forma presencial, "fato este que causou grande preocupação, visto que vinham de fora do ambiente militar, após contato com o ambiente exterior, famílias, etc, e que se algum aluno fosse contaminado, disseminaria rapidamente o vírus devido ao contato muito próximo entre esses alunos, além de um colapso no sistema de saúde municipal".

A nota finaliza informando que após a inspeção o órgão encaminhou todos os fatos percebidos ao Ministério Público Federal para análise e continuação de averiguação.

Epcar

A Epcar é uma escola de ensino militar, que admite alunos de idade entre 14 e 18 anos por meio de concurso público. No local, estudantes vindos de várias cidades de todo o Brasil vivem em regime de internato e, por isso, dormem em alojamentos e têm aulas em horário integral.

Segundo o Conselho Tutelar, até a última semana, os adolescentes realizavam atividades esportivas e de estudo em grupo, orientado por professores militares. 

Íntegra da nota da Aeronáutica

"De acordo com os registros da Diretoria de Saúde da Aeronáutica, até a tarde desta terça-feira (19/05), sete integrantes da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR) tiveram confirmação laboratorial para COVID-19.

Conforme as diretrizes do Ministério da Saúde e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) quanto à prevenção, à testagem e às respostas médicas relacionadas à COVID-19, todos os militares com suspeita de exposição ao novo coronavírus ou com quaisquer sinais da doença são prontamente avaliados e, caso a avaliação revele que houve exposição ao vírus, são direcionados ao isolamento e recebem o tratamento preconizado pelo Ministério da Saúde.

A EPCAR tem realizado esforços no combate ao coronavírus desde que o Ministério da Saúde reportou os primeiros casos no Brasil. Dessa forma, a Escola readequou as atividades escolares e implementou procedimentos de prevenção alinhados aos protocolos do Ministério da Saúde". 

Coronavírus Barbacena

Conforme o Boletim Epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (20) pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Barbacena tem 13 pessoas curadas da Covid-19, 3 mortes confirmadas pela doença e 37 pacientes que testaram positivo para o novo coronavírus.

A cidade é referência de tratamento na região do Campo das Vertentes e tem, atualmente, 40 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).


Fonte: G1/Zona da Mata 

 

REDAÇÃO DO BARBACENAMAIS - Whatsapp (32)9 8862-1874 - Email: redacao@barbacenamais.com.br






O Portal de Noticias BarbacenaMais não se responsabiliza pela opinião dos leitores expressas aqui através de seus perfis no Facebook.

Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link http://www.barbacenamais.com.br ou as ferramentas oferecidas na página.
Textos, fotos, artes e vídeos do BarbacenaMais estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do portal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do BarbacenaMais (relacionamento@barbacenamais.com.br). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o BarbacenaMais faz na qualidade de seu trabalho.


X