19
19/07/2019

Publicidade

Revista vai contar história da FUPAC


Uma importante publicação está sendo preparada para contar os 56 anos da Fundação Presidente Antônio Carlos, mantenedora da UNIPAC.

Unipac Campus BarbacenaO presidente da instituição, professor Bonifácio José Tamm de Andrada, promoveu, durante a última semana, diversas reuniões com os segmentos da instituição, acadêmico e administrativo, objetivando o envolvimento de todos na coleta de informações que farão parte da publicação. O historiador Sérgio Cardoso Ayres ficará responsável pela edição, com o apoio direto do Setor de Marketing, de Documentação e de outros áreas. Segundo Bonifácio José Tamm de Andrada se faz relevante registrar os fatos e acontecimentos, que se deram início em 1963, com a criação da FUPAC, até os dias atuais. "Temos muito a contar. Já diplomamos mais de 150 mil profissionais em todas as regiões de Minas, lançamos mais de 500 cursos superiores, dezenas de projetos sociais, estivemos presentes em mais de 200 cidades mineiras e isto não é pouco", destacou.

Breve histórico

A história das Faculdades da Fundação Presidente Antônio Carlos (FUPAC) e do Centro Universitário Presidente Antônio Carlos (UNIPAC), teve início em 1963, quando o deputado e professor Bonifácio José Tamm de Andrada apresentou um projeto de lei que, aprovado, deu origem à Fundação Universitária da Mantiqueira, em Barbacena, Minas Gerais. A Instituição, por lembrança do deputado Hilo Wilson Estevam de Andrade, passaria a se chamar Fundação Presidente Antônio Carlos em 1965. Era o nascimento da FUPAC, que mais tarde se tornaria uma das maiores instituições universitárias do país. O deputado e professor Bonifácio José Tamm de Andrada transformou em realidade o seu intento em 1965. Coube a ele presidir a instalação das duas primeiras instituições universitárias em Barbacena. Assim, em 1966, foram instaladas as duas primeiras faculdades: a Faculdade de Filosofia com os cursos de Letras, Pedagogia e História e a Faculdade de Ciências Econômicas, Contábeis e Administrativas com o curso de Ciências Contábeis.

O início desses cursos refletia a preocupação da Fundação Presidente Antônio Carlos em responder às expectativas na formação de professores e no setor da gerência empresarial, pois, desde aquela época, eram solicitados profissionais qualificados para essas áreas. Sempre atenta às necessidades da comunidade, a FUPAC iniciou em 1968 o curso de Matemática e a Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais, com o curso de Direito. Em 1971, também em Barbacena, foi criada a Faculdade de Medicina, hoje procurada por estudantes do Brasil inteiro. Em 1975, a FUPAC, por meio da Faculdade de Ciências Econômicas e Administrativas, criou a graduação em Administração de Empresas. Em contínua expansão, em 1970 foi instalada na cidade de Ubá; e em Visconde do Rio Branco, em 1975. Em 1991 a FUPAC chegou a Leopoldina; em Ipatinga, em 1993; e a Juiz de Fora, em 1996.

Aos 31 anos de atividade, em 1997, em reconhecimento à qualidade do ensino oferecido, as faculdades da FUPAC transformaram-se em Universidade Presidente Antônio Carlos (UNIPAC), autorizada pelo Conselho Estadual de Educação, homologada pela Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais e Portaria do MEC nº 366, de 12 de março de 1997. Dando prosseguimento ao objetivo de levar educação a todas as regiões de Minas, em 2001, foram instalados novos polos da Fundação. Desta vez em Conselheiro Lafaiete, Bom Despacho e Araguari; em 2002, Teófilo Otoni; em 2003, Uberlândia, Governador Valadares e Uberaba; em 2005, Betim; e em 2006, Contagem. Além dessas, durante esse período, a FUPAC/UNIPAC também chegou a diversos municípios do Estado.

A partir de 2002, o Reitor, licenciado à época, professor Bonifácio José Tamm de Andrada, visando a melhoria da qualidade da educação de base no Estado, e consciente da necessidade de capacitação do profissional pedagógico, criou a Rede de Ensino Normal Superior com as Faculdades de Educação e Estudos Sociais em mais de 200 cidades do estado de Minas Gerais, o que promoveu uma grande revolução educacional no interior mineiro. Tal iniciativa atendeu às necessidades de cada região e a exigência instituída na Lei de Diretrizes e Bases da Educação, que determinou que, a partir de 2006, a formação superior seria imprescindível para atuação dos professores em sala de aula. Hoje, portanto, a FUPAC/UNIPAC, com 56 anos de Fundação está presente em diversas cidades de Minas Gerais, com mais milhares de universitários, oferecendo variados cursos de graduação, e contando ainda com pós graduação lato sensu, nas diversas áreas do conhecimento.


REDAÇÃO DO BARBACENAMAIS - Whatsapp (32)9 8862-1874 - Email: [email protected]






O Portal de Noticias BarbacenaMais não se responsabiliza pela opinião dos leitores expressas aqui através de seus perfis no Facebook.