Bumblebee barbacenense faz sucesso na cidade e região

Bumblebee ganha vida pelas mãos do barbacenense Cleber Malta e faz sucesso em eventos e nas redes sociais

A ideia que surgiu a partir dos filmes Transformers e Bumblebee, e que impulsionou Cleber Malta, de 34 anos, a construir um robô, hoje faz sucesso em Barbacena e região.

Com a criação de um robô de três metros de altura, conhecido como Bumblebee, Cleber Malta, que além de ser o criador, também é técnico em aparelhos celulares e dono da Cleber Celulares, conta que após assistir os filmes, pensou que queria um robô daqueles em casa, e desta forma, no outro dia mesmo veio a ideia de fazer o gigante.

De todos os robôs dos filmes ele escolheu fazer o Bumblebee porque este foi o que mais o marcou, o robô que no filme, tem uma personalidade jovem, que gosta de ter contato com humanos e é do lado bom dos Transformers. O que mais marcou também Cleber, foi o design, os detalhes e pinturas e o tamanho que ele desejava.

O autômato começou a ser criado somente para ele mas ao refletir sobre o que poderia se tornar, ao terminá-lo resolveu começar a fazer eventos, com o Bumblebee, na cidade de Barbacena e região.

Não imaginou a repercussão e que o robô viralizaria-se na internet, hoje em dia depois da criação e da divulgação, ele já foi convidado para algumas parcerias e para comparecer em alguns canais de TV.

A fama está sendo tanta na região,  que alguns amigos de Cleber estão tentando levar a invensão para o programa Caldeirão do Huck, da Rede Globo, para mostrar o trabalho feito e desenvolvido em Barbacena.

E com a viralização do Bumblebee, já está havendo o desenvolvimento de um novo robô, o qual, daqui 20 dias, já poderá ser visto pelo público. 

Cléber conta que mesmo durante a pandemia o autômato está sendo requisitado para eventos e já está fazendo alguns trabalhos, mas todos com as devidas normas de segurança sanitária. E que, em breve, depois desta pandemia, o Bumblebee vai estar nas ruas da cidade trazendo alegria e diversão para todas as idades. A ideia é que após o isolamento social, se faça um grande evento de divulgação, que será beneficente para algumas instituições de caridade e cobrando apenas um quilo de alimento não perecível.

"O mais importante pra mim é poder ver no rosto de cada criança ou adulto aquele sorriso imenso em ver nosso Bumblebee. Isso não tem preço. Quando você quer uma coisa, você tem que batalhar, acreditar e seguir firme, que no final será gratificante”, conta Cléber empolgado. 

E como foi feito e desenvolvido o Bumblebee barbacenense? 

A fabricação do Bumblebee, foi toda feita por Cleber; ele não teve patrocínios e fez tudo por conta própria, cada peça e cada detalhe, foi investido por ele. Cada dia e hora em que estava disponível, fazia uma peça e a colocava no lugar; e também teve ajuda de Abílio, seu cunhado, que ajudou bastante no projeto que durou três meses de trabalho duro e noites mal dormidas.

Quando terminado, o robô tinha três metros de altura, podendo ser aumentado ou diminuído devido ao material usado. O principal material usado no robô, é o EVA, de 10mm, que é um material prático, fácil de se manusear, de pintar e que é bem leve.

Como são peças retas, as maiores dificuldades acontecem na hora de montar cada peça e modelá-las, porque tem ser dobradas e assim fazer com que elas tomem forma, também há dificuldades na pintura que exige muito capricho, mas nada que impeça Cleber de realizar.

Tanto na montagem quanto nos eventos é necessário sempre ter alguém de olho no Bumblebee para que nada de errado aconteça, e por isso Abílio está sempre ajudando e apoiando o projeto do cunhado.

 


Imprimir  

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail: