24
24/02/2020

Publicidade

Bicicletas elétricas estão começando a se tornar realidade no Brasil

As “E-BIKES” são as famosas bicicletas elétricas com um motor “assistido”, elas proporcionam aos ciclistas uma certa “ajuda ao pedalar” através de um motor elétrico, você regula a intensidade da força Leia Mais...

Ebike
Foto: Divulgação

As famosas “E-BIKES” nada mais são do que as famosas bicicletas elétricas com um motor “assistido”. Elas proporcionam aos ciclistas uma certa “ajuda ao pedalar” através de um motor elétrico, você regula a intensidade da força. Com essa opção, em trechos mais íngremes ou quando quiser dar uma certa descansada, você tem a possibilidade de acionar o motor e poupar uma boa energia durante a pedalada, ou no seu deslocamento para o trabalho ou atividades diárias.

Por reduzir o esforço “humano”, as e-bikes vem conquistando pessoas que utilizam o meio de transporte sustentável rotineiramente. Ao gerar menos força, o ciclista pode chegar ao trabalho menos cansado e consequentemente menos suado. Mas de certa forma, não deixou de fazer uma atividade física diária. Atualmente as bicicletas elétricas também estão entrando com força total nos esportes de aventura. Alguns praticantes do Montain Bike estão aderindo as e-bikes pois, se eles não tiverem uma mesma forma física que um amigo que treina há mais tempo, esse tipo de bike pode equiparar e fazer com que ele não fique para trás no pedal.

Até agora foi elencado somente os pontos positivos. Mas nem tudo é um mar de rosas. O preço das “e-bikes” são um problema em nosso país. O IPI que incide sobre as bicicletas elétricas é um absurdo, cerca de 35%, sendo que o das bicicletas em geral é de 10%. Infelizmente o Brasil é um dos países com a maior carga tributária do mundo. E por ser um meio de transporte totalmente sustentável e não poluente, deveria ter uma incidência de tributos bem menor. Estamos diante de uma “inversão de valores”. Espero que esse cenário mude com o passar do tempo. E para finalizar, acredito que se cada cidade se movesse para criar mais “ciclovias”, aumentaria o número de ciclistas. Seria tanto para questão de prática do esporte, quanto para deslocamento ao trabalho. E com certeza, haveria um aquecimento na venda das bicicletas elétricas e a melhoria da qualidade de vida de toda a população.

Com Jornal Expresso


REDAÇÃO DO BARBACENAMAIS - Whatsapp (32)9 8862-1874 - Email: redacao@barbacenamais.com.br







O Portal de Noticias BarbacenaMais não se responsabiliza pela opinião dos leitores expressas aqui através de seus perfis no Facebook.

Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link http://www.barbacenamais.com.br ou as ferramentas oferecidas na página.
Textos, fotos, artes e vídeos do BarbacenaMais estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do portal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do BarbacenaMais (relacionamento@barbacenamais.com.br). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o BarbacenaMais faz na qualidade de seu trabalho.