Educação e Vestibular: porque o meio ambiente é um tema em alta para as redações?

A vida parece estar se normalizando nestes últimos meses após esta grande crise sanitária e ambiental, de acordo com o avanço das campanhas de vacinação e do combate efetivo à COVID-19

 

A última semana do mês de março marcou um grande marco para o país: o retorno das atividades presenciais no ensino superior público depois de dois anos baseados em um calendário remoto de aulas.

No ensino superior a restrição das aulas presenciais que veio junto com o início da pandemia e seu consequente avanço foi especialmente danosa, visto que além das aulas, a produção científica também sofreu um grande impacto.

Diversos laboratórios foram fechados por período indeterminado, projetos de pesquisa foram interrompidos e toda a ciência precisou se unir em uma grande força-tarefa para lidar com a emergência do momento.

Fora estes dois grandes impactos, nas aulas e nos projetos de pesquisa, o cronograma das universidades foi severamente alterado durante este período e adaptado diversas vezes, o que representou também um momento de grande incerteza para os vestibulandos.

Aqueles que haviam obtido sucesso na prova do ENEM não sabiam exatamente quando se matriculariam, ou quando as aulas iriam se iniciar ao longo do semestre, devido à onda de instabilidade sanitária que vivemos nestes dois anos.

Contudo, a vida parece estar se normalizando nestes últimos meses após esta grande crise sanitária e ambiental, de acordo com o avanço das campanhas de vacinação e do combate efetivo à COVID-19.

Falando em meio-ambiente, há alguma relação entre os problemas ambientais, a preservação do meio-ambiente e o possível surgimento de novas doenças? A resposta é sim, e esta é a grande razão pela qual o tema está muito em alta atualmente.

Portanto, não é de se causar espanto que vários vestibulares optarão por uma redação sobre o meio ambiente no Brasil em suas provas, em algum nível.

Mas como ocorre esta relação? Qual é a ligação e a importância do meio-ambiente e dos impactos ambientais causados pelo ser humano para a pandemia que vivemos desde o início de 2020?

O desequilíbrio ecológico e o surgimento de doenças

O primeiro ponto a ser analisado para desenvolver uma redação sobre o meio-ambiente pronta para ser entregue é entender como o desmatamento, a poluição, o contato indevido com animais e o descaso com o meio-ambiente podem impactar no surgimento de novas doenças ou no reaparecimento de outras doenças

Atualmente existe um conceito extremamente importante nas áreas da saúde, da biologia e da medicina veterinária chamado de One Health.

Este conceito nos diz que a saúde humana, a saúde animal e a saúde do meio-ambiente, ou seja, a saúde do ecossistema, estão totalmente interligadas.

De acordo com cientistas, biólogos, pesquisadores e infectologistas, um desequilíbrio no ecossistema, na cadeia trófica, é capaz de criar uma situação favorável para a transmissão de doenças.

Portanto, práticas como a sustentabilidade e a responsabilidade ambiental são essenciais para combater o surgimento de novas doenças e novas pandemias. Cientistas hoje já afirmam com clareza que a destruição do meio-ambiente hoje, pode ser a pandemia de amanhã, mostrando de maneira ainda mais ilustrativa esta relação.

Um exemplo simples deste desequilíbrio ecológico e de como ele pode proporcionar a transmissão de doenças pode ser visto no seguinte caso.

Digamos que há uma taxa de mortalidade muito alta de animais que consomem moscas e mosquitos em uma determinada região. Esta mortalidade pode ser causada por desmatamento, queimadas e uma série de fatores.

Neste caso, a queda no número de animais que consomem mosquitos faria o número de mosquitos aumentar e, possivelmente, as taxas de doenças transmitidas por estes mosquitos também, como a dengue e a febre amarela.

A poluição como fonte de doenças no meio urbano

Outro ponto onde o surgimento de doenças e possíveis epidemias é a poluição urbana, sobretudo da água, que pode resultar no aparecimento de doenças como a leptospirose, que está diretamente relacionada com enchentes e a poluição.

A má qualidade da água é um fator de grande impacto na transmissão de doenças, visto que diversos parasitas, protozoários e diversos outros são transmitidos através da água.

Com isso, a falta de acesso à água tratada e, principalmente, a poluição associada a casos de enchentes são cenários de risco para a transmissão de inúmeras doenças.

Portanto, um texto dissertativo-argumentativo que queira almejar a nota mil, deve obrigatoriamente passar por alguns destes temas, se o assunto central da redação for a ligação do meio-ambiente com o aparecimento de doenças.

Lembrando que a melhor estratégia para escrever um trabalho para notas melhores é sempre ler bastante, estar inteirado e preparado para os vários assuntos que podem ser abordados na redação do vestibular.

Por que então o meio-ambiente é um tema em alta este ano?

Com tudo isso que foi debatido ao longo da reportagem especial, podemos dizer de maneira simplificada que, a saúde da população humana está diretamente associada ao bem-estar animal e ambiental, visto que o conceito de One Health nos mostra esta integração

Desta forma, práticas cada vez mais sustentáveis, títulos cada vez mais responsáveis por proteger o meio-ambiente e também estudos cada vez mais direcionados para investigar estas relações devem ser desenvolvidos ao longo dos anos.

Especialmente pelo fato de a pandemia de coronavírus ter nos mostrado na prática um pouco da importância da ciência para o combate ao avanço de uma pandemia, assim como a preservação ambiental e as devidas fiscalizações nesta e em outras áreas.


Imprimir  

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail:

 

 







entre em contato pelo whatsapp