Redução nas taxas praticadas segue queda da Selic e poder chegar a 63,5%. Saiba +

Após a divulgação de nova redução da taxa básica de juros da economia (Selic), a Caixa anuncia a adoção de taxas ainda menores no crédito habitacional e em produtos de crédito pessoal. Ao longo do ano, o banco vem reduzindo as taxas ofertadas aos seus clientes, acompanhando o cenário de queda do indicador de janeiro a dezembro de 2019.

No crédito imobiliário, a redução abrange tanto as concessões pelo Sistema Financeiro de Habitação (SFH) quanto do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) e atinge financiamentos de imóveis residenciais com saldos devedores atualizados pela TR. A redução é de 0,25 p. p. para clientes que optarem por receber seus vencimentos no banco e manter relacionamento com a Caixa. A taxa efetiva mínima para imóveis residenciais será de TR + 6,50% a.a. A Caixa oferece, mais uma vez, o maior pacote de valor ao cliente que traz seu domicílio bancário e a opção pelo crédito do seu salário. As taxas valem para os novos contratos a partir de segunda-feira (16).

Em relação aos produtos de crédito pessoal, as taxas de juros para o cheque especial passam por uma nova redução, saindo de 8,99 % a. m. para 8,00% a. m. para os clientes que não optarem pelo pacote de relacionamento, redução de 0,99 p. p, e de 4,99% a. m. para 4,95% a. m. para clientes que optarem por receber seu salário na Caixa, redução de 0,04 p. p. As novas taxas começam a valer dia 2 de janeiro de 2020.

produto taxa anterior taxa atual redução vigência
crédito imobiliário TR + 6,75 a. a. TR + 6,50% a. a. 0,25 p. p. 16/12/2019
cheque especial (com salário) 4,99% 4,95% 0,04 p. p. 02/01/2020
cheque especial (sem relacionamento) 8,99% 8,00% 0,99 p. p. 02/01/2020

Redução nas taxas acompanha a queda da Selic:

As reduções das taxas praticadas pela Caixa acompanham a queda de 31% da Selic no período de janeiro a dezembro de 2019. Para o cliente sem pacote de relacionamento com a Caixa, a taxa do cheque especial teve uma redução de 41% ao longo do ano, saindo de 13,55% a. m. para 8,00% a. m. Com conta-salário na Caixa, essa taxa chega a 4,95% a. m., redução de 63,5%. No caso dos clientes que já recebiam seu salário na Caixa, a taxa de juros do cheque especial teve uma redução de 58%, passando de 11,90% a. m. para 4,95% a. m. Já as taxas do CDC (Crédito Direto Caixa) tiveram redução de 27%, passando de taxas a partir de 3,15% a. m. em janeiro, para 2,29% a. m. atualmente.

produto 31/12/2018 31/12/2019 redução vigência
cheque especial (com salário) 11,90% 4,95% a. m. 58% 02/01/2020 
cheque especial (sem relacionamento)  13,55% 8,00% a. m.  41%  02/01/2010 
rotativo do cartão  11,80%  9,99% a. m.  15%  vigente 
CDC salário  3,15%  2,29% a. m.  27%  vigente 
crédito imobiliário TR + 8,75% a. a.  TR + 6,50% a. a.  26%  16/12/2019 

Melhores soluções de crédito:

Para financiamento imobiliário, além da correção pela TR, a Caixa também oferece, à escolha do cliente, a possibilidade alternativa dos financiamentos para imóveis residenciais com recursos do SBPE corrigidos pelo IPCA e a concessão de financiamento habitacional com recursos do FGTS, incluindo, nesse contexto, o Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV). As simulações podem ser realizadas no site da Caixa, onde o cliente pode comparar os juros e as condições para obtenção do seu financiamento. É importante destacar que o nível de relacionamento do cliente impacta diretamente nas condições sob as quais poderá ocorrer a contratação.

Comparativo das taxas de juros de acordo com a modalidade:

  SBPE - TR SBPE - IPCA
Mínima   2,95% 2,95 
Máxima   2,95% 2,95

No segundo semestre de 2019, a Caixa lançou o pacote de benefícios Caixa Sim, destinado aos clientes com relacionamento com o banco, composto por conta corrente, cesta de serviços e cartão de crédito.

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail: