LUTO | Autoridades e imprensa homenageiam o jornalista Diego Cobucci

Autoridades e colegas de imprensa se despedem de Diego Cobucci

 

Faleceu na manhã desta quarta-feira (13), no Hospital Asconcer em Juiz de Fora (MG), o jornalista Diego Avelar Cobucci, de 47 anos. Diego era filho de Fernando e Conceição Avellar Cobucci, era divorciado, e deixa dois filhos Diego e André Cobucci.

Era formado em Contabilidade e foi professor de História, tendo lecionado, entre outra instituições, no Colégio Tiradentes. Comerciante, foi o fundador do Posto Gool (Rei da Gasolina) em Dr. Sá Fortes e Barbacena, na rua Bahia. 
 
Em 15 de agosto de 2009, fundou com seu sócio, o jornalista Messias Thomáz, o JORNAL EXPRESSO DE BARBACENA, que circulou pela primeira vez em 26 de agosto de 2009.
 
Era um atleta e incentivador incansável das corridas de rua, tendo sido um dos principais propulsores do esporte em Barbacena. Humilde, trabalhador e apaixonado pelo jornalismo, apoiava a cultura, as ações sociais e era presente nos acontecimentos diários da cidade, sempre com reconhecida presteza e interesse.
 
Além do jornal impresso, criou um canal de reportagens em vídeo no You Tube que conta com um acervo de 899 matérias, sendo a última realizada já após tomar conhecimento de sua doença, há um mês, quando cobriu o vôo de parapente das leitoras premiadas pelo jornal, na Serra de Santa Bárbara do Tugúrio.
 
No jornal, conseguiu participar da edição cobrindo e escrevendo matérias até a penúltima edição de 2020, quando já iniciava seu tratamento.
 
Diego descobriu a cerca de dois meses que tinha um câncer nos rins. Iniciou o tratamento e foi diagnosticado um tumor na cabeça e, logo a seguir, veio a metástase para os pulmões. Desde sua internação no Hospital Regional, em Barbacena, no final de dezembro, ele estava no isolamento e a família e amigos só tinham informações por telefone.
 
O velório acontece na manhã desta quinta-feira (14) na capela Paz Eterna da Boa Morte e o sepultamento às 10 horas, no Cemitério Parque Repouso da Saudade.
 
Autoridades e colegas de imprensa falaram ao BarbacenaMais, e será replicado na próxima edição do Jornal Expresso de Barbacena, um pouco sobre a trajetória de Diego Cobucci. Confiram:
 
É com tristeza que recebemos a notícia da morte do grande jornalista Diego Cobucci. Um profissional admirável pelo seu trabalho incansável, sempre acompanhando a notícia de perto, além de ser um ser-humano incrível, sempre alegre e receptivo. Lembro-me que ele acompanhava diversas sessões da Câmara Municipal levando as informações a população, respeitando o espirito democrático.
Uma grande perda para a imprensa local e também para a nossa querida Barbacena. Que Deus possa abençoar seus familiares e amigos e que guie nosso amigo Diego em sua passagem.
Carlos Dú, Prefeito Municipal de Barbacena
 
 
Diego Cobucci que nos deixou aos 47 anos de idade sempre será lembrado pelo  seu profissionalismo, pela percepção de uma notícia e sua divulgação. trazia consigo o respeito e a admiração de seus colegas. No esporte, uma liderança incontestável. Aclamado e reverenciado Junto aos corredores de rua....enfim... Foi e sempre será Gente que faz a Diferença.
 
Luiz Lúcio -93,3 FM
 
 
"Diego Cobucci soube, como poucos, fazer a imprensa como instrumento do bem estar da comunidade. Suas ações, reportagens e matérias sempre buscavam humanizar os fatos, mostrando o melhor das pessoas. Combateu o bom combate e agora se junta ao Exército dos Céus para espalhar a bondade. Esteja em paz."
 
Ricardo Salim, Jornalista da Rádio Sucesso e Diretor do Barbacena Online
 
 
"Foi com pesar, que recebi a notícia do falecimento do Diego Cobucci, não só pelo jornalista que foi, mas pelo respeito e consideração que sempre divulgou as matérias investigativas da Polícia Civil, assim como, no apoio incondicional a campanha do agasalho, ao setembro amarelo, aos nossos seminários e até nos bate papos informais, quando queria minha opinião em diferentes assuntos.
A família meus sentimentos."
 
Carlos Capristrano, Delegado Geral de Polícia, Ex-chefe do 13º Departamento de Polícia Civil
 
 
 
"A vida nos prega peças. Minha história com Diego Cobucci começa nos estudos na infância. Após nos afastamos porque os rumos profissionais assim o quiseram, em 2006 voltamos a nos encontrar agora profissionalmente; temos 14 anos na área de comunicação juntos. A vida acabou cedo para este jovem comunicador deixa em minha mente alegria, compromisso, dedicação muita vontade e sempre quando eu vir um Corcel, me lembrarei desse amigo.

A Polícia Militar de Minas Gerais, consternada pela perda prematura do jornalista Diego Cobucci, presta sua solidariedade à família, amigos e demais profissionais da imprensa de Barbacena.

Diego sempre agiu com ética, respeito e responsabilidade levando informações para a sociedade com imparcialidade. Exerceu a arte do jornalismo como deve ser: pautada no senso de justiça.

Hoje, perdemos não apenas um profissional da imprensa, mas um amigo. Que Deus ampare seus familiares."
 
Maj Marcelo Reis da Silva - Chefe do Núcleo de Comunicação da 13 Região da Polícia Militar
 
 
"Na manhã de hoje Recebi a notícia da morte do nosso querido amigo Diego COBUCCI , estamos muito tristes com a partida do amigo , conheci Diego em 2009 quando me chamou para ter uma coluna no jornal expresso , uma pessoa sensacional , sempre que tínhamos um tempo parávamos para um bate papo.
Diego fará muita falta em Barbacena e será lembrado por todos nós. Mesmo sabendo que um dia a vida acaba, nós nunca estamos preparados para perder alguém.
A imprensa de barbacena está enlutada , aos familiares os meus sentimentos."
 
Bráulio Nogueira - Diretor do Flagrantes BQ
 
 
"O que é um legado? Como bom historiador, com certeza Diego Cobucci diria que é a herança deixada às próximas gerações e, em uma boa conversa, contaria ótimas histórias sobre os legados de expressivos nomes da comunidade. Diego soube, como poucos, contar uma boa história.

Através do Jornal Expresso (fundado por ele e Messias Thomáz), Diego contou a história de centenas, de milhares de barbacenenses que puderam, pela primeira vez, serem ouvidos na imprensa. Diego não fez um jornalismo exclusivo. Fez algo inclusivo, onde contou as histórias do povo, como poucas vezes a imprensa local fez. E o fez com maestria.

Com certeza, o legado que Diego deixa para nossa comunidade é o Jornal Expresso. As futuras gerações, ao abrirem as páginas do Expresso, verão o nome de Diego Cobucci nos créditos e saberão que ele mudou a forma de contar histórias na cidade. Algumas vezes, o homem e a obra se unem de maneira tão forte que não é possível dissociar um do outro. Este é o caso de Diego. Jamais será possível separar Diego de sua obra-prima para a história do nosso Jornalismo, o Expresso.

Pessoalmente, perco não só um parceiro profissional, que tantas vezes abrigou as ideias da TV Barbacena, mas também um amigo, que sempre me apoiou. Vá com Deus, Diego."

Ricardo Rios, fundador da TV Barbacena
 
Meu amigo, hoje falo não para sua essência mortal que já não está mais entre nós, mas para sua memória que vive e viverá em todos . Você partiu e para trás deixou esta terrível e eterna saudade. Ainda custa acreditar que tudo isto é verdade, que não voltaremos mais a ver você.
Espero que esteja descansando em paz, e esperando pela eternidade. Eu para sempre recordarei de você amigo Diego.
 
Léo Prenassi, colunista do Jornal Expresso
 
 
"Diego Cobucci foi um grande amigo. Uma pessoa sempre muito divertida e agradável. Ficávamos horas e horas conversando nas inúmeras coberturas que nos encontrávamos. O Diego sempre estava presente nos acontecimentos locais, conhecia a todos e era visível o carinho que todos tinham com ele. Era uma pessoa realmente especial, hoje eu perdi um amigo, que tinha grandes sonhos, gostava do que fazia e encarava qualquer desafio. Soube viver como poucos e são várias as lembranças que vem a mente de nossas conversas. Vá em paz meu amigo, sentiremos muito a sua falta!"
 
Iuri Fontora, diretor do Canal Mantiqueira, repórter da Folha de Barbacena
 
 
"A morte do jornalista Diego Cobucci deixará uma lacuna muito grande não somente na imprensa, como também, para os produtores de eventos culturais da nossa cidade. Ele também era um grande divulgador e valorizador das tradições culturais no município, tornando grande referência no que tange a cobertura de eventos, seja eles dos mais variados estilos, ele fazia com perfeição, amor e profissionalismo”.  
 
Januário Basílio - Diretor do portal Vertentes das Gerais
 
 
"Diego foi um exemplo de profissionalismo e amizade, sempre presente em todos acontecimentos . Um figura humana da maior qualidade, sempre disponível e gentil , marcou de forma indelével a comunicação em nossa cidade e região  . Em nome da direção e funcionários da Rádio Sucesso nossos mais sinceros sentimentos aos  familiares e amigos."
 
Zé Rubens, diretor geral da Rádio Sucesso FM
 
 
"A Polícia Civil através da sua Assessoria de Comunicação lamenta e sente imensamente o falecimento do jornalista Diego Cobucci, ele que através do Jornal Expresso juntamente com o também jornalista Messias Tomás, apoiam desde o início dos trabalhos da Assessoria de Comunicação do 13° Departamento e da 1° Delegacia Regional de Polícia Civil em Barbacena por volta de 2011. Desde então sempre demonstrou grande parceria com a Polícia Civil em Barbacena e toda região e principalmente sempre agiu com seriedade e honestidade, levando de forma clara, limpa e verdadeira os fatos e noticias afetos à polícia judiciária.
Além de jornalista, foi pessoa interessada nas causas sociais da comunidade seja através da imprensa ou do esporte, procurava sempre o melhor para a sociedade barbacenense, se destacando pela sua amizade, simplicidade e receptividade.
A Polícia Civil de Barbacena oferece os mais sinceros votos de pêsames a família, amigos e a equipe do Jornal Expresso, por essa perda irreparável."
 
Welington Genuíno Capristrano
Subinspetor do 13° Departamento.
Thays Cristina G. Ferreira
Assessoria de Comunicação
13° Departamento de Polícia Civil
 
 
Diego Cobucci foi um profissional da Comunicação que sempre estava onde a notícia acontecia, principalmente aquelas voltadas para a comunidade. Se destacava pelo seu jeito simples de ser e não media esforço para informar com qualidade aos leitores do Jornal Expresso. Uma marca registrada para sempre na história do jornalismo de Barbacena.

Jornalista Márcio Cleber
 
 

A ÚLTIMA REPORTAGEM EM VÍDEO

MOMENTOS DO JORNALISTA DIEGO COBUCCI:

Com os filhos André e Diego na homenagem que a Câmara Municipal prestou ao Jornal Expresso. Os filhos e o jornal eram sua grande paixão na vida. A imagem resume a felicidade de Diego ampliada ainda mais pelo reconhecimento do Legislativo ao jornal que criou e editava junto de seu grande parceiro Messias Thomáz.

Diego, o atleta. Cobucci foi o propulsor das corridas de rua em Barbacena. Ajudou na constituição da ASCORB e apoiou o Corridão desde o começo. Era festejado por todos os corredores de rua.

Diego Cobucci e seu parceiro José Rubens, da Rádio Sucesso. Diego tinha parceria com vários veículos de imprensa e as portas abertas em todos eles. Estava presente em todos os eventos da cidade e região mais próxima para sus coberturas no Jornal Expresso. 

 


Imprimir  

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail: