Governo de Minas paga 13º dos servidores em parcela única nesta quarta-feira (15/12)

Salários em dia, regularização de repasses para cidades e atração de R$ 189 bi em investimentos são destaques do balanço da atual gestão, mesmo com as dificuldades.

500Servidores do Governo de Minas Gerais recebem, nesta quarta-feira (15), o 13º salário, pago integralmente, sem atrasos e sem parcelamento. Essa é a primeira vez, nos últimos seis anos, que o Estado quita o benefício em dia, sem prejuízo para mais de 600 mil trabalhadores, entre ativos e aposentados.

O pagamento do abono natalino é um dos resultados dos esforços da gestão Romeu Zema Neto para equilibrar as contas públicas e arrumar a casa. Apesar da grande dificuldade financeira, a atual gestão conseguiu quitar salários em dia, honrar compromissos e repassar recursos em atraso para cidades e atrair R$ 189 bilhões em investimentos, gerando emprego e renda para os mineiros, entre outras ações.

Em agosto deste ano, o funcionalismo público já pode sentir no bolso o resultado de uma gestão de verdade e consciente. Foi nesse mês em que o salário voltou a ser depositado em única parcela, sem escalonamento, para todos os servidores, no quinto dia útil. Desde 2016, os vencimentos eram divididos. Regularizar o pagamento era uma das principais metas do governo de Romeu Zema Neto, alcançada, entre outros fatores, graças à venda da folha estadual para o Banco Itaú, por R$ 2,42 bilhões.

Outra mudança assegurada pelo governador foi a quitação do passivo de férias-prêmio convertidas em espécie, no valor de R$ 701 milhões, medida que beneficiou cerca de 25 mil servidores. O pagamento havia sido suspenso pelo governo anterior, em 2015. Do total em atraso, aproximadamente 80% correspondia ao benefício devido até 2018, antes da gestão de Romeu Zema Neto.


Imprimir  

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail:

 

 







entre em contato pelo whatsapp