Tribunal de Justiça de Minas Gerais suspendeu os prazos dos Processos Judiciais Eletrônicos (PJE)

A suspensão será retroativa a 27 de maio e dura até que o problema seja sanado

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) suspendeu os prazos dos Processos Judiciais Eletrônicos (PJE), em razão de frequente instabilidade do seu sistema. A suspensão será retroativa a 27 de maio e dura até que o problema seja sanado. Técnicos o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) chegam a Belo Horizonte na terça-feira (8) para apoiar o TJMG na investigação e solução do problema.

O juiz auxiliar da Presidência do TJMG, Delvan Barcelos Júnior, disse que o TJMG vai receber o responsável pelo Departamento de Tecnologia da Informação (DTI) do CNJ, que é o responsável pelo programa, além de dois técnicos especializados em infraestrutura e programação. Eles vão atuar ao lado da equipe da Diretoria de Informática que faz o monitoramento do PJE em busca de uma solução.

O juiz Delvan Barcelos Júnior explicou que os problemas de instabilidade no PJE, que geram, na maior parte do tempo, lentidão no sistema, se agravaram nos últimos 60 dias. “Isso gerou a necessidade de suspensão dos prazos para a solução definitiva. Estamos trabalhando incansavelmente para solucionar o problema”, disse. Os técnicos do CNJ vão atuar no TJMG até a próxima sexta-feira (11/6).


Com informações da Assessoria de Comunicação Institucional – Ascom - Tribunal de Justiça de Minas Gerais – TJMG


Imprimir  

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail: