Prefeitura de Barbacena inaugura ambulatório pós-covid

Serão realizadas 32 consultas semanalmente, por uma equipe multidisciplinar, incialmente composta por médicos clínico, otorrinolaringologista, cardiologista e psiquiatra, técnicos de enfermagem, fisioterapeuta e nutricionista.

A Prefeitura Municipal de Barbacena inaugurou nesta quarta-feira (5), o ambulatório pós-covid, que é um espaço para atendimento ao paciente com sequelas deixadas pela doença. O serviço, que é pioneiro na região, funcionará no Centro de Especialidades Médicas (CEM), localizado na Avenida Pereira Teixeira - no bairro Ibiapaba.

O ambulatório busca promover a reabilitação do paciente após a alta hospitalar e também os que testaram positivo para à Covid-19, mas permaneceram em acompanhamento domiciliar. Serão realizadas 32 consultas semanalmente, por uma equipe multidisciplinar, incialmente composta por médicos clínico, otorrinolaringologista, cardiologista e psiquiatra, técnicos de enfermagem, fisioterapeuta e nutricionista.

O médico infectologista do município, Dr. Herbert Fernandes, explicou a ideia do projeto “É com muita alegria que nós estamos hoje iniciando mais esse passo na assistência de nossa população. Nós temos sofrido muito com a força que essa pandemia tem nos assolado, principalmente nesse ano, não só por causa da carga aguda da doença pela demanda hospitalar e de assistência, a gente tem percebido que os pacientes tem persistido com alguns sintomas, com algumas sequelas, como cardiovasculares, respiratórias, neurológicas e essa iniciativa é uma que alguns municípios já começaram a ter e depois de a gente conversar junto com o Dr. Arinos e o pessoal da Sesap, a gente acampou essa ideia de fazer esse ambulatório aqui em nossa cidade”, pontuou Herberth.

O secretário de saúde, Dr. Arinos Duarte Brasil, ressaltou a importância de que além dos médicos especializados nos serviços do ambulatório, também há toda a estrutura do CEM a disposição desses pacientes. “A Covid ataca o paciente não só no momento agudo, mas deixa sequelas de três a seis meses, então nada melhor do que ampará-los, a Prefeitura dar esse tratamento para esses pacientes voltarem a vida normal rapidamente”, destacou Dr. Arinos.

 O prefeito Carlos Du parabenizou os envolvidos no projeto. “Eu não tenho dúvidas, que vai gerar um resultado a longo prazo na vida das pessoas aqui em Barbacena. Nossa missão aqui é salvar vidas, independente da secretaria, da área, mas é salvar vidas. Eu vejo aqui nesse projeto mais um passo para ajudar a salvar vidas”, destacou o prefeito.

Dra. Rafaela Machado Neto e Dr. Guilherme Felipe Pereira, explicaram sobre o fluxograma do ambulatório. O paciente que necessitar desse tratamento e que foi necessário hospitalização no período em que esteve com a doença, deve procurar o CEM com a nota/sumário da alta hospitalar para agendar consulta médica.

Já os pacientes que testaram positivo para a doença, mas não foi necessário a internação, deve primeiramente procurar a UBS de referência, onde acontecerá o direcionamento pelo próprio médico a partir de critérios estabelecidos.


Imprimir  

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail: