07
07/12/2019

Publicidade

Unidades prisionais na Zona da Mata e Vertentes aderem ao racionamento de água proposto pelo governo estadual

Barbacena, Ubá e Muriaé estão na lista dos que confirmaram o rodízio de água. Já as unidades de Juiz de Fora ainda não adotaram a medida. Saiba +

images/mgtv-11-01-2018.webpOs presídios de Barbacena e Ubá vão aderir ao racionamento de água, seguindo a proposta do Governo de Minas Gerais. A informação foi confirmada nesta terça-feira (3), pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (SEJUSP) à produção do MG1. Com a medida, a água nos presídios poderá ser utilizada por seis horas diárias. Ainda de acordo com a Secretaria, a Penitenciária Doutor Manoel Martins Lisboa, em Muriaé, já realiza o racionamento e o presídio da cidade irá adotar a medida nos próximos dias. Em Juiz de Fora, as unidades prisionais e os centros socioeducativos não começaram o rodízio.

001 Mundo Da Lata

A proposta foi anunciada pelo governo na última sexta-feira (29), como uma forma de economia. Segundo a SEJUSP, dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento mostraram que um detento gasta, em média, 88% a mais de água do que um cidadão em liberdade. Ainda conforme a alegação do Estado, a “restrição do uso da água não trará prejuízos aos trabalhos de humanização e ressocialização realizados dentro das unidades prisionais”. Em nota, a Defensoria Pública de Minas Gerais disse que discorda da medida e estuda ingressar com ação extrajudicial ou judicial ainda no início da semana para evitar o racionamento. Na segunda-feira (2), o governador Romeu Zema Neto (Novo) afirmou que a situação nos presídios está sendo monitorada e que acredita que o racionamento não deve provocar revolta entre os detentos.


REDAÇÃO DO BARBACENAMAIS - Whatsapp (32)9 8862-1874 - Email: redacao@barbacenamais.com.br







O Portal de Noticias BarbacenaMais não se responsabiliza pela opinião dos leitores expressas aqui através de seus perfis no Facebook.