20
20/08/2019

Publicidade

Seminário debate assuntos voltados para os cuidados com idoso

Com uma programação diversificada e com temas extremamente voltados para o dia a dia das pessoas da terceira idade, o Primeiro Seminário do Idoso, promovido pela Santa Casa de Misericórdia de Barbacena, reuniu mais de 60 pessoas.

Sc 01 11 2017

Entre estudantes dos cursos de enfermagem, técnico de enfermagem, nutrição, psicologia, fisioterapia; cuidadores de idosos, integrantes do Consultório de Rua, profissionais de diversas áreas e instituições e funcionários da Santa Casa.

Na apresentação de todos os palestrantes algo muito comum, o cuidado e atenção que se deve ter com o idoso, valorizando sempre sua experiência, sua capacidade de ser útil de alguma maneira porque tudo isso contribui para o seu bem-estar e também para sua saúde. Todo o Seminário foi organizado pelo setor de Assistência Social da Santa Casa com total apoio da Direção Geral e também da Direção Assistencial.

Na abertura oficial do Seminário, a Diretora Assistencial, Marcilene Dornelas de Araújo, falou dos grandes desafios dos gestores na área da saúde, no cuidado aos pacientes, principalmente os idosos. “Cada dia que nós olhamos a uma necessidade, a uma exigência, a uma fragilidade, é o repensar do nosso amanhã. Cada vez que alguém me aborda pedindo que seja inserido mais um idoso na nossa Casa do Velho Amigo, penso que cada dia mais eu preciso cuidar melhor do meu pai para que alguém possa cuidar de mim amanhã. Está dentro das nossas casas a responsabilidade do educar para que possamos ter cada vez mais a possibilidade de inserir amor no coração que é com maior responsabilidade possível perante qualquer fragilidade que a responsabilidade do cuidar é minha, e não ser transferida para o outro”, pontuou.

Marcilene Dornelas de Araújo destacou ainda, “que enquanto instituição do cuidar que é assim que olho a nossa Casa do Velho Amigo, em que somos uma instituição que prestamos o melhor atendimento do cuidar humanizado, o cuidar de todos os desafios que qualquer gestão filantrópica hoje está enfrentando. Para cuidar tem que ter zelo, dedicação. Não adianta simplesmente assumir a responsabilidade em um contrato entre as partes. Você tem que realmente fidelizar o seu papel. Nós, enquanto Casa do Velho Amigo, nos dedicamos ao máximo para que eles se sintam sempre acolhidos”.

De acordo com a Assistente Social Marly Flaviana Dias Almeida, organizadora do evento, o seminário era um anseio da entidade. “Para que pudéssemos discutir a rotina dos nossos pacientes idosos e dos moradores da Casa do Velho Amigo. Nós vivemos com eles: abandono isolamento, preconceito, vulnerabilidade e fragilidade. Com o aumento da população envelhecendo surge grandes desafios e isto exige políticas públicas. E nova demanda clama por dignidade e independência. E não é isso que se vê; cada vez mais idosos são recolhidos em ILPIs, cada vez mais idosos tornam-se arrimo de família. A estatística nos mostra que o Brasil será o 6º país com maior número de idosos já em 2025. É necessário, portanto, conscientizar a população das necessidades dessa nova população!, disse.

Na Mesa Redonda que encerrou o seminário, a presença do secretário Municipal de Saúde e Programas Sociais - SESAPS, Dr. José Orleans da Costa. “Foi uma ótima oportunidade para debater com as entidades que cuidam do idoso em Barbacena com desprendimento e muito altruismo. Acertamos de nos encontrar em breve para facilitar o acesso dos idosos institucionalizados ao sistema de saúde principalmente aos medicamentos básicos”, destacou.

Ministraram palestra no Seminário: Mário Reis, fisioterapeuta e mestrando em gerontologia; Eloisa Aparecida de Castro, psicóloga clínica; Márcia Lazarino de Souza Campos, nutricionista coordenadora do SND da Santa Casa; Dr. Cláudio José Coelho Bomtempo, médico gerontologista, Luiz Henrique Alves Donato, presidente do Conselho Municipal de Assistência Social.

Com uma programação diversificada e com temas extremamente voltados para o dia a dia das pessoas da terceira idade, o Primeiro Seminário do Idoso, promovido pela Santa Casa de Misericórdia de Barbacena, reuniu mais de 60 pessoas entre estudantes dos cursos de enfermagem, técnico de enfermagem, nutrição, psicologia, fisioterapia; cuidadores de idosos, integrantes do Consultório de Rua, profissionais de diversas áreas e instituições e funcionários da Santa Casa.

Na apresentação de todos os palestrantes algo muito comum, o cuidado e atenção que se deve ter com o idoso, valorizando sempre sua experiência, sua capacidade de ser útil de alguma maneira porque tudo isso contribui para o seu bem-estar e também para sua saúde. Todo o Seminário foi organizado pelo setor de Assistência Social da Santa Casa com total apoio da Direção Geral e também da Direção Assistencial.

Na abertura oficial do Seminário, a Diretora Assistencial, Marcilene Dornelas de Araújo, falou dos grandes desafios dos gestores na área da saúde, no cuidado aos pacientes, principalmente os idosos. “Cada dia que nós olhamos a uma necessidade, a uma exigência, a uma fragilidade, é o repensar do nosso amanhã. Cada vez que alguém me aborda pedindo que seja inserido mais um idoso na nossa Casa do Velho Amigo, penso que cada dia mais eu preciso cuidar melhor do meu pai para que alguém possa cuidar de mim amanhã. Está dentro das nossas casas a responsabilidade do educar para que possamos ter cada vez mais a possibilidade de inserir amor no coração que é com maior responsabilidade possível perante qualquer fragilidade que a responsabilidade do cuidar é minha, e não ser transferida para o outro”, pontuou.

Marcilene Dornelas de Araújo destacou ainda, “que enquanto instituição do cuidar que é assim que olho a nossa Casa do Velho Amigo, em que somos uma instituição que prestamos o melhor atendimento do cuidar humanizado, o cuidar de todos os desafios que qualquer gestão filantrópica hoje está enfrentando. Para cuidar tem que ter zelo, dedicação. Não adianta simplesmente assumir a responsabilidade em um contrato entre as partes. Você tem que realmente fidelizar o seu papel. Nós, enquanto Casa do Velho Amigo, nos dedicamos ao máximo para que eles se sintam sempre acolhidos”.

De acordo com a Assistente Social Marly Flaviana Dias Almeida, organizadora do evento, o seminário era um anseio da entidade. “Para que pudéssemos discutir a rotina dos nossos pacientes idosos e dos moradores da Casa do Velho Amigo. Nós vivemos com eles: abandono isolamento, preconceito, vulnerabilidade e fragilidade. Com o aumento da população envelhecendo surge grandes desafios e isto exige políticas públicas. E nova demanda clama por dignidade e independência. E não é isso que se vê; cada vez mais idosos são recolhidos em ILPIs, cada vez mais idosos tornam-se arrimo de família. A estatística nos mostra que o Brasil será o 6 país com maior número de idosos já em 2025. É necessário, portanto, conscientizar a população das necessidades dessa nova população!, disse.

Na Mesa Redonda que encerrou o seminário, a presença do secretário Municipal de Saúde e Programas Sociais - SESAPS, Dr. José Orleans da Costa. “Foi uma ótima oportunidade para debater com as entidades que cuidam do idoso em Barbacena com desprendimento e muito altruismo. Acertamos de nos encontrar em breve para facilitar o acesso dos idosos institucionalizados ao sistema de saúde principalmente aos medicamentos básicos”, destacou.

Ministraram palestra no Seminário: Mário Reis de Carvalho Neto, fisioterapeuta e mestrando em gerontologia; Eloisa Aparecida de Castro, psicóloga clínica; Márcia Lazarino de Souza Campos, nutricionista coordenadora do SND da Santa Casa; Dr. Cláudio José Coelho Bomtempo, médico gerontologista, Luiz Henrique Alves Donato, presidente do Conselho Municipal de Assistência Social.


REDAÇÃO DO BARBACENAMAIS - Whatsapp (32)9 8862-1874 - Email: [email protected]







O Portal de Noticias BarbacenaMais não se responsabiliza pela opinião dos leitores expressas aqui através de seus perfis no Facebook.