19
19/10/2018

Barbacena tem a primeira morte por Influenza confirmada no Campo das Vertentes em 2018


Prefeitura divulgou caso nesta segunda-feira (11); informação não consta no último Boletim Epidemiológico do Estado. Já na Zona da Mata são sete mortes até agora e 18 casos confirmados da doença. Saiba mais...

158 InfluenzaA Prefeitura de Barbacena divulgou na segunda-feira (11) a confirmação da primeira morte por Síndrome Respiratória Aguda Grave provocada pelo vírus Influenza A (H1N1). A informação não consta no último Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Minas Gerais (SES-MG) e deve ser divulgada na próxima edição.

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde e Programas Sociais, a vítima era um homem que tinha 55 anos e era morador do Bairro Funcionários. Ele foi internado no dia 3 de junho e morreu no dia 5. Os exames detectaram que a morte foi causada por Influenza A (H1N1), confirmando assim o primeiro caso de morte da doença no Campo das Vertentes.

Já na Zona da Mata, até a última quinta-feira (7) foram confirmados sete óbitos em decorrência do vírus Influenza. São três casos em Leopoldina, dois em Cataguases, um em Ubá e outro em Visconde do Rio Branco. O número de casos confirmados da doença nas cidades da região, no entanto, estava em 18 até o último Boletim Epidemiológico. 

VEJA TAMBÉM:

Polícia Civil prende policial reformado acusado de estuprar a neta de sete anos

Mulher agride marido com golpe de faca em Barbacena

Com mais de 57 mil vagas, inscrições para o SISU 2018/2 vão até dia 15 de junho

Estado 

De acordo com a SES-MG, desde o início do ano, 1.178 casos da Síndrome Respiratória Aguda Grave foram notificados. Desde total, 111 mortes foram confirmadas, sendo 23 delas pelo vírus Influenza. 

Sintomas 

Os sintomas das Influenzas A e B são febre alta e súbita, tosse, dor de garganta, dor no corpo, dor nas articulações e dor de cabeça. No caso do H1N1, subtipo da Influenza A, um sintoma que chama a atenção é a falta de ar e o cansaço excessivo.

É importante distinguir a gripe do resfriado comum, que é muito mais leve, com sintomas menos graves como coriza, mal estar, dor de cabeça e febre baixa. 

Vacinação 

A vacina contra a gripe é atualizada todo ano. A campanha nacional de 2018 foi estendida até 15 de junho. A Organização Mundial de Saúde ( OMS ) informa quais são os tipos de vírus que estão circulando e, com base nesta informação, as vacinas são produzidas. Assim, a cada ano, a cada nova temporada de gripe, todos devem vacinar.

Há dois vírus Influenza A (H1N1 e H3N2) e dois vírus Influenza B. O H3N2, que causou um surto nos Estados Unidos neste último inverno, está contido na vacina de 2018.

Os grupos que podem receber a vacina gratuitamente na rede pública são: crianças de 6 meses a 5 anos de idade; gestantes; puérperas, isto é, mães que deram à luz há menos de 45 dias; idosos; profissionais de saúde; professores da rede pública ou privada; portadores de doenças crônicas; povos indígenas e pessoas privadas de liberdade. Estes grupos necessariamente devem receber a vacina da gripe. Na rede privada, a vacina da gripe pode ser administrada para todas as pessoas. 

Entenda os tipos de influenza e mutações 

O vírus influenza é dividido em tipos, subtipos e linhagens. Todas essas variações correspondem a diferenças encontradas no material genético do vírus.

Primeiro, em relação ao tipo, o influenza é dividido em A, B e C. O vírus A e B são os que infectam seres humanos; já o tipo C, não é incluído em vacinas e não tem relevância para a saúde pública até o momento.

Já essas formas H3N2, H1N1, dentre outras, referem-se aos subtipos do influenza A. As letras H e N referem-se a proteínas encontradas na superfície do vírus, respectivamente, neuraminidase e hemaglutinina.

Os números, por sua vez, são referentes a maneira como essa proteína é apresentada, como uma haste mais longa, por exemplo.

Já o influenza B é dividido em duas linhagens, que passaram a circular simultaneamente nos últimos anos.


ARTE ANIMAO.MINASCAR.MAI.18


REDAÇÃO DO BARBACENAMAIS - Whatsapp (32)9 8862-1874 - Email: redacao@barbacenamais.com.br







O Portal de Noticias BarbacenaMais não se responsabiliza pela opinião dos leitores expressas aqui através de seus perfis no Facebook.