26
26/01/2020

Publicidade

Novo reitor da UFSJ será eleito nesta segunda (9) com respeito à democracia

Candidatos a reitor da UFSJ escolhidos pela comunidade acadêmica serão os únicos a disputar eleição oficial. SAIBA +

001 Reitor UFSJ

Os professores Marcelo Pereira de Andrade, Rosy Iara Maciel de Azambuja Ribeiro e Elisa Tuler de Albergaria são os únicos candidatos inscritos para a eleição do novo reitor da UFSJ, que será realizada nesta segunda (9), pelo Colégio Eleitoral.

Eles compõem a Chapa 1, vencedora da pesquisa informal sobre candidatos à reitoria da instituição, que ouviu professores, técnicos e estudantes da instituição, no dia 26/11.

Com isso, os três nomes que devem compor a lista tríplice a ser enviada para o governo federal, após a eleição, defendem o mesmo projeto de universidade - e o projeto escolhido pela comunidade universitária.

Marcelo Pereira de Andrade enalteceu o espírito democrático demonstrado pelos membros das duas chapas derrotadas na pesquisa informal, que não se inscreveram para a eleição oficial no Colégio Eleitoral.

"Eu fico satisfeito pelo respeito ao espírito republicano e pela democracia. Agora vamos esperar a votação nominal e, depois, o próximo passo que é aguardar que o governo federal também respeite a vontade da comunidade acadêmica", afirmou.

Elisa Tuler de Albergaria demonstrou satisfação pela forma como todo o processo tem sido conduzido e pela ética de todos os envolvidos. "Eu particularmente fiquei feliz no sentido de que foi respeitada a vontade da comunidade acadêmica, por mais que sejam processos independentes. Sabemos que é uma consulta informal, mas tinha a questão ética e estamos felizes per ter acontecido dessa forma", declarou.

Elisa também falou sobre sua expectativa sobre a reunião do Colégio Eleitoral e sobre a indicação do próximo reitor da UFSJ pelo governo federal. "Esperamos que o processo continue muito tranquilo na segunda feira no Colégio Eleitoral e depois no envio dessa lista, seguindo os trâmites necessários dentro da legalidade, no prazo determinado, para que possamos ter em maio um transição tranquila em relação a reitoria", reiterou.  

Rosy Iara Maciel de Azambuja Ribeiro chamou a atenção para o trabalho realizado pelos sindicatos e pelo DCE durante o processo da consulta informal e destacou a importância da participação da comunidade acadêmica. "Os sindicatos (docente e técnico) e o DCE fizeram um trabalho magnífico! Foi bem pensado, organizado e executado. Estão de parabéns! E também de parabéns está toda a comunidade acadêmica. Além de comparecerem aos debates, foi lindo ver a participação nesta consulta! Não presenciei outro momento com tanta participação, espero que seja o prenúncio de novos tempos", disse. 
Rosy também falou sobre o que espera da eleição de segunda. "No próximo dia 9, os conselheiros dos órgãos superiores da UFSJ comporão o colégio eleitoral e votarão para compor a lista tríplice. Tenho certeza de que, assim como todos os fatos ocorridos até o momento, os demais trâmites referentes à posse do novo reitor(a) serão realizados com o mesmo respeito e espírito democrático.", finalizou Ribeiro.

O prazo para inscrição dos candidatos, previsto em edital, foi encerrado às 17h desta quinta.

ENTENDA O CASO

De acordo com a Lei 9.192/1995, reitores e vice-reitores das universidades federais são nomeados pelo presidente da República, a partir de uma lista tríplice organizada pelo colegiado máximo da instituição, ou outro colegiado que o englobe, instituído especificamente para este fim.

No caso da UFSJ, é o Colégio Eleitoral, composto pelos três conselhos superiores da instituição: Conselho Universitário (Consu), Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Conep) e Conselho Diretor (Condi).

Em respeito à democracia e à autonomia universitária, desde o fim da ditadura, os colegiados têm indicado os candidatos eleitos pela comunidade acadêmica, em consulta informal, para serem nomeados pelos presidentes.

Desde a eleição do presidente Jair Bolsonaro, essa quadro mudou. 

Ele desconsiderou as indicações de seis das 12 comunidades universitárias que escolheram seus reitores entre janeiro e agosto. Os nomeados foram aqueles com maior afinidade ideológica com seu governo, mesmo quando preteridos por estudantes, técnicos e professores.

As nomeações de reitores da UFSJ sempre obedeceram ao processo democrático de consulta e eles foram escolhidos em votação paritária entre estudantes, técnicos e professores. 


Barbacena Mais

Foto: Divulgação


REDAÇÃO DO BARBACENAMAIS - Whatsapp (32)9 8862-1874 - Email: redacao@barbacenamais.com.br







O Portal de Noticias BarbacenaMais não se responsabiliza pela opinião dos leitores expressas aqui através de seus perfis no Facebook.