fbpx

Governo de Minas assina parceria com FIEMG e SENAI para aumentar a empregabilidade dos mineiros

Projeto Recomeço foi lançado em Juiz de Fora e oferece cursos de capacitação em 28 municípios do estado

 
Foto: Gil Leonardi

Nesta sexta-feira, 16 de julho, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, assinou em Juiz de Fora uma parceria entre o Governo de Minas, a FIEMG e o SENAI para a execução de cursos de qualificação voltados para atendimento ao público do Projeto Recomeço, em 28 municípios. Elaborada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), a iniciativa tem o objetivo de fomentar a empregabilidade com a qualificação de pessoas afetadas pela pandemia, unir quem emprega a quem precisa trabalhar, através de articulações entre os órgãos governamentais, setores produtivos, entidades da sociedade civil e organizações não governamentais.

Representando na ocasião o presidente da FIEMG, Flávio Roscoe, esteve presente no evento o vice-presidente da entidade, Tadeu Monteiro, que também assinou o termo de cooperação técnica, juntamente com a secretária de Desenvolvimento Social, Elizabeth Jucá. Além dele, também participaram da solenidade os secretários de Estado Fernando Passalio (Desenvolvimento Econômico); Leônidas Oliveira (Cultura e Turismo) e Mateus Simões (Geral); além da prefeita de Juiz de Fora, Margarida Salomão; do presidente da FIEMG Regional ZM e do Sindipan-JF, Heveraldo Castro; e do diretor da FIEMG Regional ZM e presidente do Sinduscon-JF, Aurélio Marangon Sobrinho, entre ouras autoridades e lideranças políticas e empresariais.

O público-alvo do Projeto Recomeço são pessoas inscritas no CadÚnico que estejam abaixo da linha de pobreza e em busca de uma colocação no mercado de trabalho ou de uma alternativa de geração de renda. O governo vai mapear as ofertas de emprego nas empresas e informar às prefeituras e aos Sines locais (Sistema Nacional de Emprego), que, por sua vez, vão direcionar os trabalhadores que mais precisam dessas oportunidades.

Entendendo que parte do público também é carente de habilidades de trabalho, o projeto também vai ofertar cursos de qualificação e capacitação para o ensino de ofícios, pensados para atender aos requisitos de formação exigidos pelas vagas de trabalho ofertadas pelas empresas parceiras. Os cursos, de curta-duração, serão disponibilizados pelo SENAI, de forma totalmente gratuita. E todas as empresas e indústrias participantes recebem o selo de Empresa Parceira do Desenvolvimento Social, que certifica o compromisso com o desenvolvimento social e econômico dos mineiros.

Romeu Zema ressaltou que o programa é voltado para aqueles que mais precisam, e que certamente são os que mais valorizam a oportunidade. "A pandemia causada pelo coronavírus impactou a economia, reduzindo postos de trabalho, limitando o funcionamento de alguns setores e, consequentemente, diminuindo o orçamento de muitas famílias. Como consequência desse cenário, cerca de 5 milhões de mineiros estarão vivendo abaixo da linha da pobreza. Diante disso, estamos buscando parcerias com empresas e órgãos públicos para ofertar essas vagas e mudar esta realidade. Nosso compromisso é com a empregabilidade", destacou.

O vice-presidente da FIEMG, Tadeu Monteiro, destacou que estar junto com o Governo do Estado na empreitada da busca incessante e incansável pela inclusão social é dever que a indústria mineira abraça com fervor e força total. "Neste momento, em que a economia ainda se recupera da crise, é fundamental arregaçarmos as mangas e desenvolvermos ações como esta. E nesse contexto a participação do SENAI é fundamental. Estamos prontos e preparados para dar nossa contribuição pela empregabilidade dos mineiros", disse.

Até o momento, o Projeto Recomeço já reuniu 28 parceiros. A seleção de cursos a serem ministrados foi realizada com base nas principais atividades econômicas de cada região, para que sejam potencializadas as chances dos estudantes conseguirem uma colocação no mercado. Em Juiz de Fora, o SENAI ofertará seis cursos em duas áreas distintas: Noções de corte e costura; Corte e costura – aperfeiçoamento profissional; Noções de boas práticas de alimentos; Confeitaria; Noções de segurança em eletricidade e Eletricidade predial.

Ainda durante o evento, foi lançada pelo Governo Estadual a Rede Integrada de Proteção ao Turismo, por meio da assinatura de um termo de cooperação técnica entre a Secretaria de Estado de Cultura e Turismo e a Política Militar de Minas Gerais. A iniciativa prevê a realização de ações para intensificar a segurança pública, a cultura e o turismo, por meio da mobilização de representantes de diversos setores da sociedade.


Imprimir  

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail:

 







 

entre em contato pelo whatsapp