21
21/10/2018

Barbacena registra crescimento nos pedidos espontâneos de demissão


Movimento de trabalhadores tem sido desencadeado pela criação de novas oportunidades de trabalho na cidade, diz analista de Recursos Humanos. Saiba mais...

Vista Barbacena PlazaBarbacena registrou crescimento nos pedidos espontâneos de demissão no mês de agosto.

A retomada da criação de empregos tem desencadeado uma movimentação entre os trabalhadores na cidade, segundo a analista de Recursos Humanos Carla Mendes.

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), vinculado ao Ministério do Trabalho, apontam que, em agosto, Barbacena registrou 130 desligamentos a pedido dos próprios trabalhadores.

Em Barbacena, entre os meses de janeiro e agosto foram registradas 4.651 demissões, sendo que 864 foram realizadas a pedido dos próprios funcionários, o que equivale a 18,57%.

De acordo com a analista de Recursos Humanos de uma empresa de Barbacena, Carla Mendes, a maioria dos pedidos espontâneos de demissão acontece porque, com o crescimento na abertura de novas oportunidades de emprego, trabalhadores estão migrando de uma empresa para outra.

“A maioria das admissões que a empresa realizou entre os meses de janeiro e agosto foi de funcionários que pediram demissões em outros locais para aproveitarem as oportunidades que nós estávamos oferecendo”, explicou.

Contratações 

No acumulado de 2018, as cidades de Juiz de Fora e Barbacena estão entre as que mais criaram vagas de emprego, ocupando a segunda e terceira colocações, respectivamente, ficando atrás apenas de Ubá.

"Com a retomada do mercado de trabalho, ainda que mais fraco do que o esperado, a quantidade de pessoas que muda de emprego tende a subir", afirma Sérgio Firpo, professor do Insper, instituição de ensino e pesquisa nas áreas de administração, economia, direito e engenharia sediada em São Paulo (SP). 

Desempenho nacional 

No Brasil, entre janeiro e agosto, 2,253 milhões de brasileiros pediram demissão de forma espontânea das empresas. O número equivale a 23% do total de desligamentos registrados no país no período.

Até agosto deste ano, o Brasil criou 568.551 empregos com carteira assinada em todo o país. A expectativa é que o país encerre o ano com saldo positivo, apesar de as expectativas estarem sendo revisadas para baixo diante do crescimento mais fraco.

 

 
 

Com informações do CAGED/ G1-ZM
Por Fellype Alberto, G1 Zona da Mata
 

REDAÇÃO DO BARBACENAMAIS - Whatsapp (32)9 8862-1874 - Email: redacao@barbacenamais.com.br







O Portal de Noticias BarbacenaMais não se responsabiliza pela opinião dos leitores expressas aqui através de seus perfis no Facebook.