Como se tornar um youtuber: os desafios de quem quer ganhar dinheiro com vídeos

Produzir vídeos na internet virou uma profissão que movimenta muito dinheiro. As estatísticas do Youtube mostram essa tendência claramente.

Produzir vídeos na internet virou uma profissão que movimenta muito dinheiro. As estatísticas do Youtube mostram essa tendência claramente. A plataforma conta com 2 bilhões de usuários ao mês e mais de um bilhão de horas de vídeo consumidas diariamente. O consumo de vídeos corresponde a 82% do tráfego da internet. O número de novos canais criados todos os dias é imensurável, segundo a empresa.

A pandemia do novo coronavírus só fez crescer o alcance da plataforma em 2020. Cerca de 91% dos brasileiros afirmam ter aumentado o tempo de acesso durante a quarentena.

Não é difícil entender o crescimento do Youtube quando consideramos o modo de vida contemporâneo. Os vídeos, geralmente rápidos, são de fácil compreensão, não exigem que o usuário esteja 100% focado para assimilar a mensagem e tendem a ser mais didáticos e simples do que textos.

Muitos produtores de conteúdo têm aproveitado da popularidade da plataforma para ganhar dinheiro, seja por meio de anúncios do AdSense estante de produtos, clube de canais ou outras alternativas. No entanto, não é tão simples quanto parece. Para cada uma dessas alternativas há regras e pré-requisitos a serem cumpridos antes de se obter o resultado desejado.

Google Adsense

Embora não seja a única maneira de monetizar um canal no Youtube, a receita gerada por meio do braço publicitário do Google, o AdSense, é a mais comum. Isso se explica pelo seu funcionamento simples. Uma marca contrata o AdSense e o serviço repassa os anúncios para os canais que têm o perfil do anunciante.

Para se cadastrar basta que o canal esteja alinhado com as diretrizes da plataforma e cumpra exigências como ter mais de quatro mil horas de vídeos assistidos em 12 meses, pelo menos mil inscritos, bom engajamento, apresentar conteúdo adequado para os anunciantes e ser comandado por alguém com mais de 18 anos e que possua direitos autorais do que é produzido.

Não são permitidos vídeos que disseminem fake news, façam apologia à violência, ao uso de drogas ou a induzam qualquer comportamento que possa colocar a vida ou a saúde dos usuários em risco.

Receita publicitária

O Adsense não é a única maneira de ganhar dinheiro com publicidade usando o YouTube. O youtuber também pode prospectar clientes por conta própria e divulgar produtos em seu canal. A prática é mais trabalhosa e exige conhecimento em vendas, porém, o retorno pode ser maior porque o pagamento não será dividido com o Google.

De qualquer maneira, é fundamental que fique bem claro para o público que aquele é um anúncio pago e não publicidade espontânea, quando a pessoa divulga um produto ou serviço simplesmente porque achou bom, sem receber nada por isso.

Clubes de canais

Funcionam como um site financiamento coletivo. Os inscritos no canal fazem contribuições mensais e em troca recebem algum tipo de benefício que pode variar de canais exclusivos de comunicação com o youtuber a brindes especiais e outras regalias.

Além de ter no mínimo 18 anos é preciso ainda que o canal tenha mais de 30 mil inscritos para que o produtor de conteúdo possa ter acesso à plataforma dos clubes de canais.

Estante de produtos

Opção interessante para vendedores, esse recurso permite a exibição de até 12 produtos próprios para a audiência. O processo é automático e se baseia em dados técnicos como data de fabricação, quantidade em estoque, desempenho de venda etc.

Também é possível fazer a seleção manual do que será exibido. Além disso, a estante de produtos conta com recursos extras como fixar um determinado item no topo de uma live, por exemplo.

A alternativa não é direcionada ao youtuber iniciante. Para usá-la é preciso ter, no mínimo, 18 anos e mais de 10 mil inscritos no canal.

Youtube Premium

Esse é um serviço de assinatura paga que entrega alguns benefícios para os assinantes. Por meio dele é possível assistir vídeos sem anúncios, fazer download em dispositivos móveis para assistir off-line, reproduzir vídeos em segundo plano etc.

Para o produtor de conteúdo, o Youtube Premium oferece um percentual do valor pago mesmo que a visualização esteja no modo off-line ou em segundo plano.

Super chat e super stickers

Para quem oferece cursos, shows, games e lives, o super chat e os super stickers são opções interessantes. O usuário paga um determinado valor e tem a sua mensagem destacada no topo do chat.

A vantagem é que o usuário tem a certeza de que sua mensagem será lida e de que sua pergunta será respondida pelo youtuber. Este, por sua vez, tem a chance de fortalecer vínculos com a sua audiência, aumentando o engajamento com o que produz.

É uma importante estratégia de marketing para o influenciador digital, pois uma vez que um seguidor sente proximidade com o youtuber, ele tende a divulgar mais aquele conteúdo, que vai ganhando autoridade entre os usuários.

Esse recurso não está disponível em todos os países. Para aqueles em que o serviço é disponibilizado, não há pré-requisitos para aderir, além da idade mínima de 18 anos.




Imprimir  

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail: