Cuidado!!! Saiba tudo sobre o novo golpe pelo whatsapp que está sendo dado na região

Polícia Militar alerta as pessoas para mais uma prática de estelionato: trata-se da criação de um falso perfil de WhatsApp usado para pedir dinheiro a amigos e familiares da vítima.

Depois de crimes cibernéticos envolvendo auxílio emergencial, clonagem de celulares, falsos depósitos e furtos de cartões, a Polícia Militar de Minas Gerais alerta as pessoas para mais uma prática de estelionato: trata-se da criação de um falso perfil de WhatsApp usado para pedir dinheiro a amigos e familiares da vítima.

COMO FUNCIONA O NOVO GOLPE?

A partir de um perfil pessoal ou empresarial falso, com a utilização de fotos e nomes encontrados em redes sociais, o criminoso entra em contato com amigos e familiares da vítima comunicando que seu número de WhatsApp mudou.

Após algumas trocas de mensagens, o criminoso pede uma transferência bancária. A ajuda financeira é solicitada com histórias como necessidade de pagamento a um fornecedor da empresa ou alguma necessidade pessoal, com a desculpa de já ter excedido o limite de transferências bancárias do dia.

Acreditando realmente que o criminoso é uma pessoa conhecida, a vítima efetua transferências para conta bancária de terceiros.

Concluindo: o criminoso não realiza nenhum tipo de clonagem ou solicita qualquer código enviado no telefone da vítima, ele apenas utiliza um novo numero com a foto de um conhecido ou familiar.

A Polícia Militar orienta que a prevenção ainda é considerada a principal estratégia de combate a esse crime.

- Caso receba mensagem de algum conhecido dizendo que mudou de WhatsApp, ligue para o número que já tinha da pessoa e confirme a informação;

- Se receber contato por telefonema ou mensagem de familiar pedindo ajuda, certifique-se de que é real. Tente entrar em contato com a pessoa ou converse com outros parentes antes de fazer qualquer depósito;

- Não faça depósitos bancários e nem recargas de celulares para quem      você não conhece;

- Não poste muitos dados de sua vida pessoal, profissional e de relacionamento nas redes sociais. É nelas que os criminosos costumam pegar dados. Mantenha seu perfil privado.

- Se tiver um familiar ou conhecido idoso, oriente a pessoa sobre os golpes mais comuns e como se prevenir deles.

Se for vítima, faça um registro na Polícia Militar com o máximo de informações.

Se você sabe quem está praticando golpes, denuncie pelo 190 ou 181.


Imprimir  

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail: