Governo de Minas suspende cortes de água e luz e anuncia medidas de apoio a famílias e comerciantes prejudicados

Objetivo do estado é reduzir prejuízos provocados pelas restrições da onda roxa

O governo de Minas anunciou, nesta quinta-feira (18), um pacote de medidas de apoio econômico a famílias de baixa renda, comerciantes e municípios impactados pelas restrições da onda roxa, implantada no estado para o combate à pandemia da Covid-19. 

Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) vai suspender os cortes de fornecimento de energia elétrica a clientes cadastrados como Tarifa Social que estão com débitos em atraso. Os valores devidos por esses consumidores serão parcelados em até 60 vezes, sem juros.

Já as dívidas de microempresas dos setores afetados pelas medidas restritivas poderão ser parceladas em até 12 vezes sem juros.

Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) também vai suspender os cortes de fornecimento de água.

Os clientes beneficiários da Tarifa Social não terão o abastecimento cortado até 31 de maio. Neste período, também não haverá incidência de juros ou multas por atraso no pagamento.

Esses consumidores poderão parcelar as faturas atrasadas em até 36 meses. A adesão a essas condições de pagamento deve ser feita até o dia 15 de maio, pelo site da Copasa.


Imprimir  

Tudo o que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

Receba nossas noticias em seu e-mail: