29
29/02/2020

Publicidade

Você pode ser um dos 7,6 milhões que já tinham direito ao PIS; descubra

Pelo menos 7,6 milhões de pessoas já poderiam ter sacado um total de R$ 17,4 bilhões de cotas do fundo PIS/Pasep. Descubra se você está entre eles...

001 Pis Pasep Descubra

Pelo menos 7,6 milhões de pessoas já poderiam ter sacado um total de R$ 17,4 bilhões de cotas do fundo PIS/Pasep. Esses trabalhadores têm mais de 60 anos e já se enquadravam nas regras para receber os recursos.

Desse total, 6,6 milhões são cotistas do PIS (funcionários de empresas privadas) e têm R$ 13,5 bilhões depositados na Caixa Econômica Federal. Outros 1 milhão são cotistas do Pasep (servidores públicos), com R$ 3,9 bilhões em contas do Banco do Brasil.

Tem direito ao saque do fundo PIS/Pasep quem trabalhou com carteira assinada entre 1971 e 1988 e ainda não retirou os recursos. Quem trabalhou nesse período em empresa privada tem cota no PIS, enquanto quem atuou em órgão público tem cota no Pasep.

O BB e a Caixa afirmam que muitos desses cotistas não sabem que têm os recursos e alguns deles já morreram. Com isso, os herdeiros não sabem que têm direito de sacar o dinheiro.

Agora, o governo definiu que todos que têm dinheiro no fundo (mesmo quem tem menos de 60 anos) poderão sacá-lo. Ao todo, são 11,9 milhões de cotistas, que poderão sacar R$ 22,8 bilhões.

Quando o saque será liberado?

Trabalhador de empresa privada

Quem trabalhou em empresa privada e tem cota no PIS deve fazer o saque pela Caixa. Veja o calendário

  • 19 de agosto: crédito em conta para clientes da Caixa
  • 26 de agosto: cotistas com 60 anos ou mais
  • 2 de setembro: cotistas com até 59 anos

Servidor público 

No caso dos servidores públicos que têm cota no Pasep, o pagamento é feito pelo Banco do Brasil. Veja o calendário:

  • 19 de agosto: crédito em conta para clientes do BB
  • 20 de agosto: cotistas com saldo de até R$ 5.000 (transferência pela internet ou nos caixas eletrônicos)
  • 22 de agosto: cotistas com saldo acima de R$ 5.000 (atendimento nas agências)

Como sacar?

Trabalhador de empresa privada

Para trabalhadores de empresas privadas, os saques poderão ser feitos nas casas lotéricas, representantes Caixa Aqui e caixas eletrônicos da Caixa com o uso do Cartão Cidadão e senha.

Para tirar dúvidas sobre o saque das cotas do PIS, o banco disponibilizou a página www.caixa.gov.br/cotaspis, além do aplicativo Caixa Trabalhador, disponível na App Store e na Google Play.

Servidor público

Para os servidores públicos, os saques deverão ser feitos pelo Banco do Brasil. Quem não tiver conta no banco poderá fazer a transferência (TED) sem custo no valor de até R$ 5.000 para outra instituição. A transferência poderá ser feita pela internet, por meio do site do BB ou pelos terminais de autoatendimento do banco. Saques acima de R$ 5.000 só podem ser feitos nas agências do BB.

Como saber se tenho dinheiro no fundo PIS/Pasep?

Empregados de empresas privadas podem fazer a consulta nos seguintes canais:

  • pelo site da Caixa. Precisa do CPF ou PIS/ NIS (Número de Identificação Social)/ NIT (Número de Identificação do Trabalhador) e da senha para internet
  • no aplicativo Caixa Trabalhador: clique em "Informações Cotas do PIS", informe o seu CPF ou NIS, a data de nascimento e a senha para internet
  • no Autoatendimento (com Cartão Cidadão) ou no Internet Banking (na opção "serviços ao cidadão"), caso seja correntista da Caixa

Funcionários públicos podem fazer a consulta das seguintes formas:

  • no site do Banco do Brasil. Precisa informar número de inscrição no Pasep ou CPF e data de nascimento;
  • pelos telefones 4004-0001 (capitais) e 0800-729-0001 (demais localidades). Precisa informar número de inscrição no Pasep ou CPF e data de nascimento;
  • A última opção é nas agências do Banco do Brasil, com documento de identidade que contenha RG, CPF e foto. Mas o BB recomenda tentar primeiro o atendimento online ou por telefone. Se for direto à agência, a pessoa corre o risco de perder a viagem, caso não haja saldo.

 


REDAÇÃO DO BARBACENAMAIS - Whatsapp (32)9 8862-1874 - Email: redacao@barbacenamais.com.br







O Portal de Noticias BarbacenaMais não se responsabiliza pela opinião dos leitores expressas aqui através de seus perfis no Facebook.

Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link http://www.barbacenamais.com.br ou as ferramentas oferecidas na página.
Textos, fotos, artes e vídeos do BarbacenaMais estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do portal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do BarbacenaMais (relacionamento@barbacenamais.com.br). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o BarbacenaMais faz na qualidade de seu trabalho.


Ads Banners