19
19/10/2017

Unipac realiza II Jornada de Engenharia e Arquitetura & Urbanismo

Unipac promoveu a II Jornada de Engenharia e Arquitetura entre os dias 2 e 6 de outubro. Os dois cursos foram implantados recentemente e já estão entre os mais disputados nas seleções de alunos. Saiba mais sobre o evento...

Aconteceu ao longo da semana de 2 a 6 de Outubro a II Jornada de Engenharia e Arquitetura da Universidade Presidente Antônio Carlos, em Barbacena. A programação se estendeu por toda a semana, com encerramento na noite de sexta-feira (06/10). No auditório, estavam presentes cerca de 300 alunos dos cursos de Engenharia Civil e Arquitetura e Urbanismo. O diretor geral Silva Filho deu início à rodada de palestras e falou da importância dos profissionais da área e da luta pela valorização da profissão.

A Jornada começou com a palestra "Edifícios teatrais de São João Del Rei (1782/1893) - Análise do Espaço", do professor Cláudio Guilarduci. Ele fez um levantamento no IPHAN, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, de todos os edifícios teatrais dos séculos 18 e 19 da cidade de São João Del Rei, para pesquisar a relação entre os espaços arquiteturais, urbanos e a história cultural. O objetivo é falar sobre a relação do arquiteto com o espaço da arte. “Existe uma demanda para profissionais da arquitetura dentro do teatro. É preciso pensar a luz e a acústica, por exemplo. Mas ainda faltam especialistas nessa área. Precisamos mostrar que existe esse mercado”, disse o professor.

A segunda palestra da noite ficou por conta do engenheiro eletricista Roberto Resende e do empresário José Márcio Couto. O tema “Energia fotovoltaica, um novo momento” apresentou aos estudantes uma nova visão sobre o mercado energético. É uma modalidade em que o consumidor gera a própria energia. Os palestrantes explicaram que a grande vantagem é a economia, que futuramente pode virar até investimento para as pessoas que utilizam esse sistema.

No evento, também foram realizadas atividades práticas abertas ao público, mas com vagas limitadas. Na oficina “Arquitetura e Fotografia”, o arquiteto André Almeida falou sobre a história da fotografia, mostrou aos estudantes como funciona uma câmera e deu noções básicas de técnicas. O foco foi na fotografia arquitetônica, mostrando a prática com diferentes perspectivas. Na oficina “Urbanismo e Modelagem de Estruturas”, ministrada pela arquiteta Thaís de Castro Brandão, os estudantes participaram de uma dinâmica em que utilizaram materiais alternativos, como macarrão, fita crepe e barbante, para criar estruturas. “Eu quis mostrar as etapas de um projeto arquitetônico e como tudo influencia no desenvolvimento final. Também foi conceituada a importância do trabalho em equipe”, explicou a arquiteta.

Para o coordenador do curso de Engenharia Civil, Sérgio Guedes, o evento promove os cursos da Universidade e abre os horizontes para os futuros engenheiros. “A engenharia não deve ser isolada. Ela está inserida em um contexto social. Acho importante essa miscigenação com outros segmentos culturais e a abordagem de um panorama mais abrangente dos cursos”.

O coordenador do curso de Arquitetura e Urbanismo, Rômulo Stefani Filho, acredita que a Jornada dá uma visão diversificada das áreas que os alunos estão cursando. “A gente mostra as oportunidades de mercado, até de opções que eles não imaginavam. O nosso objetivo é trazer novidades e abrir novos horizontes”.


Fotos: Divulgação/Unipac

 


REDAÇÃO DO BARBACENAMAIS - Whatsapp (32)9 8862-1874 - Email: redacao@barbacenamais.com.br






O Portal de Noticias BarbacenaMais não se responsabiliza pela opinião dos leitores expressas aqui através de seus perfis no Facebook.


Publicidade