Sábado 19 Abril 2014
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

        

 

 

 

 

 

 

 

  

 

 

  

 

 

 

 

 

 

 

Compartilhe

 

UPA não deve funcionar antes de 2014

Faltam adequações no prédio e equipamentos

 

 

 

 

 

 

 

UPA não deve funcionar antes de 2014

 

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que o Governo Federal disponibilizou para o município de Barbacena, num convênio assinado em 2010 com obras iniciadas em 2011, só deve começar a funcionar em 2014. A construção do prédio, ao lado do hospital Ibiapaba, está praticamente pronta desde setembro do ano passado, restando apenas a instalação de sistemas de gás e climatização e execução de serviços de urbanização externa, mas somente na semana passada a Prefeitura começou a trabalhar no local. Uma rua projetada ao lado da construção, que vai fazer a ligação da praça Zenon Renault até a avenida Sanitária, passando atrás do Corpo de Bombeiros, está sendo aberta. O secretário municipal de Obras Públicas, Tarcísio Washington de Carvalho, acredita que os serviços devem estar concluídos em setembro.

 

A Prefeitura aguarda também a liberação de verbas do Governo do Estado para a aquisição dos equipamentos e mobiliário para funcionamento da UPA. Será necessário também abrir processo seletivo para a contratação dos mais de duzentos profissionais que vão trabalhar na Unidade de Pronto Atendimento com funcionamento 24 horas por dia.

 

A construção da UPA custou cerca de R$ 3,5 milhões e foi realizada com recursos do Governo Federal e participação financeira também do Estado. A aquisição dos equipamentos deverá ser feita com dinheiro disponibilizado pelo Governo de Minas e caberá ao município arcar com os custos do funcionamento, inclusive contratação de pessoal.  Todos esses procedimentos não devem ser concluídos antes do final do ano.

 

Desde que as obras foram iniciadas, a construção da UPA vem atraindo a atenção de empreendedores que estão investindo na região. Uma loja da Drogaria Pacheco e uma filial do mercado Ceolin já foram inaugurados nas imediações.

 

Topo